Domingo, vote!

Os tempos de antena da campanha que por aí vai têm tido duas espectadoras atentas. As minhas filhas. Desde que, no passado sábado viram aquele bloco de promessas de leite e mel, que agora não querem perder um.
Glosam cada um dos momentos, riem com pormenores que aos adultos sisudos escapam. Devem ser as únicas pessoas em Portugal a divertirem-se com os fastidiosos e mentirosos tempos de antena, vendo ali um raro momento de comédia. Que é, como se sabe, coisa rara em Portugal.
Aliás, toda as iniciativas de campanha têm sido momentos particularmente únicos de fastio. Dum tédio quase mortal que nem o propalado empate técnico entre Vital e Rangel consegue animar.
Com momentos insossos assim, não há de facto como motivar o eleitor a ir a votos no próximo domingo.

Especialmente quando mais de metade do eleitorado não sabe certamente o que é o Parlamento Europeu, quais as suas competências ou composição.
Seja como for, a mim basta-me saber que quase dois terços da fraca legislação nacional são produzidos por determinação europeia para me dar ao trabalho de, no próximo domingo, me deslocar à secção de voto.
Fica aqui a certeza disso assim como a de que o boletim não será devolvido em branco. É risco que não corro, porquanto bem sei que uma pequena distracção é uma janela de oportunidade a que qualquer aldrabão faça dois riscos numa quadrícula …

12 comentarios:

korrosiva disse...

Sempre me diverti muito com os tempos de antena.
Basta ignorar o que dizem e prestar atenção aos tiques de mão, ao texto mal lido (nem as cábulas lhes valhem) ao pigarrear.

Até domingo vou treinando a pontaria para fazer a cruz no quadrado, embora a vontade não seja muita.

bjs

indomável disse...

Meu querido Ferreira-Pinto,

eu voto porque a responsabilidade de não votar é demasiado pesada para mim, não me sinto assim tão corajosa para colocar de lado os anos e anos de luta de alguns compatriotas e os anos de prisão de outros para que pudessemos ter esse luxo de escolher quem nos representa!

Assim sendo, digo-te ainda mais isto, eu divirto-me imenso com os tempos de antena, sobretudo porque e como diz a Korrosiva, se olharmos para lá do discurso mal engendrado e mentiroso, vemos todos os outros sinais que revelam as mentiras e se estivermos atentos, só isso dá gargalhada na certa!

Os meus filhos ainda não prestam atenção aos tempos de antena, mas divertem-se a ver-me rir à gargalhada... acho que é porque não me viam rir assim há muito tempo...

Adoa disse...

Votos em branco ou nulos não invalidam eleição
2 Junho, 2009 - 17:51
Uma eventual maioria de votos em branco ou nulos nas eleições europeias, que se realizam no próximo domingo dia 7 de Junho, não invalida o escrutínio, esclareceu esta terça-feira a Comissão Nacional de Eleições (CNE).Na sequência da informação que tem vindo a ser veiculada na Internet que refere que uma maioria de votos em branco ou nulos invalida a eleição, a CNE emitiu uma nota oficiosa esclarecendo que essa informação não corresponde à verdade.

No texto, para além de ser reforçado o apelo à participação nas eleições europeias, é sublinhado que «os votos em branco, bem como os votos nulos, não sendo votos validamente expressos relativamente a cada lista concorrente à eleição, não têm influência no apuramento do número de votos e da sua conversão em mandatos».

A nota oficiosa, citada pela Lusa, assinada pelo presidente da CNE, João Carlos Caldeira, explica que são «os votos validamente expressos» que «contam para efeitos de apuramento dos mandatos a atribuir, ainda que o número de votos em branco seja maioritário».


Este é o poder de todos nós... Eles näo nos deixam combatê-los...

Ferreira-Pinto disse...

adoa esse esclarecimento quase nem era necessário, pois bastaria conhecer a Lei para saber que o que por aí circula na "internet" não passa dum disparate pegado.
Serve, contudo, para alertar que nem tudo o que circula merece credibilidade.

Adoa disse...

Ferreira-Pinto
Näo pretendia fazer um esclarecimento...

pedro oliveira disse...

Como eu escrevo hoje no Vforte, eles querem lá saber!
abraço

Blondewithaphd disse...

Votar vota-se SEMPRE!!!!!!!!!

Carol disse...

Eu também voto. E só me consigo divertir com os tempos de antena partidários quando as sobrinhas estão por perto, porque tanta mentira e baboseira junta deprimem-me...

Daniel Santos disse...

Eu até que votava, mas tadito de mim, vou de férias.

DANTE disse...

E que ganha o melhor! Seja lá o que isso for...

Um abraço

Bastet Ailuros disse...

Eu concordo com o Ferreira-Pinto, eu vou votar.

Joaninha disse...

Eu voto sempre ;)

beijos