A diplomacia já não é o que era...

Dizem qua vida diplomática é muito monótona. Se calhar essa foi uma das razões que levou o nosso embaixador no Senegal a procurar formas de a tornar mais... animada!
Agora estou para ver o que isto vai dar. Com um bocadinho de sorte ainda é reformado compulsivamente!

5 comentarios:

Fada do bosque disse...

Cada vez mais animado o cenário diplomático em Portugal... assim como o político!... Isto está "jeitoso" a todos os níveis... penso que já nem consigo comentar tanta palhaçada! O melhor é emigrar e esquecer as origens... FÒÒÒÒNIX

Ferreira-Pinto disse...

Se embaixador fosse como o resto do funcionalismo público aposentação compulsiva já era!
Esse verdadeiro prémio acabou.
Mas esta história de opereta é a prova acabada que a crise quando chega, toca a todos.

Compadre Alentejano disse...

Não é caso virgem. Ainda não há muito tempo, numa embaixada do extremo oriente, país muçulmano, a embaixadora entretinha-se a passar o tempo com jovens... Até peças do faqueiro da embaixada, apareceram à venda no mercado da ladra local...
É a vida!
Compadre Alentejano

O Guardião disse...

Bem lá temos mais um embaixador com mente sujinha, mas como há mais gente com telhados de vidro por aquelas bandas, não será de admirar que se safe.
Cumps

indomável disse...

E pensar que a minha formação é em diplomacia e era esse o meu sonho!
Não é pelo que fez esse senhor embaixador, porque não é preciso ser-se diplomata para fazer coisas deste tipo... é mais pelo ter de engolir sapos atrás de sapos enquanto naquela vida... é que tem de se conviver com cada uma. Um diplomata é por formação e feitio o tipo de pessoa que pensa age segundo o lema do "se não podes vencê-los, junta-te a eles!" e o "amigos de hoje inimigos de amanhã"...