Nada de decotes profundos ou mini saias!

Sabiam que o Conselho Executivo da Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos José Maria dos Santos, no Pinhal Novo, proibiu alunos, professores e funcionários de usarem tops com decotes pronunciados e saias demasiado curtas?
Parece que a última gota surgiu quando "um professor sentiu-se incomodado por conseguir ver as cuequinhas de uma menina, devido à mini-saia muito curta que ela vestia".
A provar que a medida foi ponderada e não de ânimo leve notem que outro contributo fundamental ocorreu aquando do Euro2004 (!!) porque, diz a responsável pela escola, um aluno se apresentou na sala de aula "pintado da cabeça aos pés". Sempre gostava de saber como é que ela sabe que era mesmo da cabeça aos pés … é que ali pelo meio há umas partes que eu não sei … terão sido vistas? E por ela?
Noutra ocasião a própria teve de alertar um rapaz por se verem uns "boxers" laranja … espero que o alerta não tenha sido motivado por factores políticos, caso contrário lá vai ver o Manuel Alegre com mais umas bocas!
Sendo decotes pronunciados e saias demasiado curtas critérios elásticos, parece que o próximo passo é definir as medidas regulamentares. Depois disso, a responsável da escola já garantiu ao "NOTAS" que não escapa nada!

9 comentarios:

André Miguel disse...

Agora deu-nos para sermos púdicos...
Sempre houve decotes e mini saias nas escolas, mas talvez as diferenças nos dias de hoje sejam mesmo o respeito e a maldade na mente das pessoas.

António de Almeida disse...

Estou muito longe de ser um bota de elástico, mas considero que devem ser mantidos alguns limites, sem necessidade de serem obviamente quantificados, para não cairmos em situações ridículas. Basta o bom senso, que me parece andar muito arredado...

A Gata Christie disse...

Não posso dizer que a medida me choque por aí além. Há, de facto, malta que exagera um bocadinho. Um bocadinho de bom senso não faz mal a ninguém...

ferreira-pinto disse...

antónio de almeida e a gata christie, façamos um ponto de ordem à mesa ... nada tenho contra medidas que aparentemente visem por cobro a algum excesso no código de vestuário, já que eu próprio vivi e estudei num país onde a regra era que cada escola PÙBLICA tivesse o seu uniforme!

O que não entendo neste caso é a aparente discricionariedade da medida, posto que falar em decote profundo é o quê? QUantos centímetros? Ou milímetros? E depende do tamanho dos seios ou vai tudo a eito? E uma mini saia muito curta? São 10 ou 20 centímetros?

Paralelamente, sempre pensei que os comentários iam ser mais no sentido da paródia mas ao que vejo estamos mesmo a ficar sisudos!

A Gata Christie disse...

De facto, hoje, o mau-humor reina aqui no gatil...

Adoa disse...

Ó nino! Näo discordo da medida, há que haver respeito e mais do que isso saber que a escola näo é a praia, nem se vai para a praia de uma maneira (todos tapados) e para a escola de outra (quase nús!)... tive uma professorahá poucos anos que se recusou a dar aulas a um miúdo que näo era täo jovem quanto isso e que como ía para a praia depois das aulas, lembrou-se de ir de chinelos e calcöes da praia para as aulas! E quantos se julgam täo especiais que nem os óculos de Sol nem os bonés querem retirar nas aulas!
Existe o bom senso e boa educacäo. O que na realidade me choca é os pais destes miúdos näo lhes darem educacäo em casa!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O que mais lamento é que tenha de ser a escola a determinar o que o bom senso deveria acautelar. Falo dos pais, claro, que aplaudem a medida,´porque asim já podem esgrimir diante dos rebentos o argumento da proibição, que eles não têm força para impôr aos filhos.
Triste, meu caro, muito triste ( Sem ser sisudo, claro!)

Daniel Santos disse...

Eu queria ver o professor a fazer uma reclamação dessas se fosse numa universidade e aluna, evidentemente, uma universitária.

Fada do bosque disse...

Esta, menina, a Adoa, não conheço, mas, é o máximo! :)