Esconder Paulo Rangel porquê?

Paulo Rangel foi o coelho que saiu da cartola. Comparado com os restantes cabeças de lista ao Parlamento Europeu até é capaz de ser o mais sensato e razoável.
Isto porque na ala esquerda pontificam Miguel Portas e Ilda Figueiredo, produtos refinados do mais puro sectarismo doutrinário e, no caso da candidata, quase a dar razão a Sílvio Berlusconi quando queria mandar para Estrasburgo umas estampas italianas!
Na ala direita, Nuno Melo, sagaz, tecnicamente preparado e arguto de verbo perde muito pela agressividade quase constante que empresta às suas intervenções e pelo facto de, a crer nas últimas sondagens, o PP estar em queda.
Quanto ao PS, e à lástima da sua lista, onde Vital Moreira insiste em provar que um excelente intelectual e jurista não dá forçosamente um bom político, pouco mais há para dizer. Arrisca-se a ganhar sem saber ler nem escrever.

Ora, neste contexto, se o principal problema de Paulo Rangel está em ser quase um ilustre desconhecido aos olhos da maior parte do eleitorado, porque raio insiste o PSD em esconder o seu candidato?
Estará, como aqueles jogadores de sueca prenhes de trunfos, a guardar o ás para o fim?
Ou, tendo já garantida a vitória nas autárquicas, apostará o PSD numa espécie de empate agora sabendo que tem garantido um dos dois primeiros lugares, e avançando com tudo para as Legislativas?

8 comentarios:

André Miguel disse...

Excelente análise que não andará muito longe da verdade.

mac disse...

O PS anda a cavar a sua própria campa, cada vez mais enleado nas suas mentiras e manipulações...
O povo não é burro, e espero que os resultados das eleições comprovem isso mesmo.

indomável disse...

Olha meu amigo,
ali o mac é que tem razão. O povo não é mesmo parvo e quando se diz que emprenha pelos ouvidos, respondo que já foi mais assim.

Se há coisa que podemos agradecer a este Governo, é mesmo o de ter aberto bem os olhos aos portugueses. Quando antes um pretenso fazedor de opinião, vulgo opinion maker, se punha a mandar postas de pescada na televisão e jornais acerca da política e seus derivados(políticos), o povinho lá balouçava de acordo com a voz mais alta.
Agora é ouvi-los a ladrar e a caravana a passar intranquilamente em direcção a são Bento.
Miguel Sousa Tavares teima em concordar com a política de Sócrates, o povo joga ao dardo com a sua cara. Outros comentadores políticos e económicos dizem que sim senhor, que as políticas são todas muito correctas e que o governo está a portar-se muito bem, mas a quem dói, a quem está a faltar o pão para a boca, esses comentadores já não influenciam a sua opinião e hoje, dói a quase toda a gente.

Por isso, o PS está de parabéns, conseguiu o que há décadas não se conseguia em Portugal - fazer com que os portugueses dissessem mal dos políticos e para além disso ainda manifestarem abertamente esse desgosto!

Ainda assim tenho a dizer o seguinte sobre os nossos candidatos às europeias - Vital Moreira é uma nulidade política na acepção que lhe damos hoje, mas é um político sabedor, esclarecido, talvez fizesse mais pela nossa política na UE que qualquer dos galos de capoeira dos outros partidos.
Paulo Rangel não argumenta, apenas reage. Não tem ideias nem opiniões próprias que expressem políticas de qualidade. Que propõe ele para a sua actuação no Parlamento Europeu?
é certo que Vital Moreira também não demonstrou grandes ideias, mas acho que não lhe é permitido fazê-lo, porque os aprendizes de políticos que temos, apenas permitem o insulto, a agressividade e a reactividade, nada de debate de ideias como é o apanágio de Vital.
Quanto aos restantes, não tenho nada a acrescentar ao que escreveste, boa descrição da Ilda, by the way!

manuel gouveia disse...

O único a animar isto, tirando a saloiice intelectual do Vital e a sua incursão na CGTP!

António de Almeida disse...

Gosto de Paulo Rangel, excepto num pormenor importante, é federalista, apoia o Tratado de Lisboa, e tudo o que espero é não ver criada a União das Repúblicas Socialistas Europeias. A minha esperança nos próximos tempos chama-se David Cameron, é tão legítimo referendar um Tratado mesmo depois de ractificado no Reino Unido, quanto referendar um anteriormente rejeitado na Rep. Irlanda. Infelizmente não me sinto representado nestas eleições europeias...

Compadre Alentejano disse...

Rangel,talvez seja o candidato mais credível e melhor preparado...
Compadre Alentejano

Daniel Santos disse...

Eu nem sei que são realmente estes senhores.

Vital e Rangel, cruz credo!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

E qual será o tudo que o PSD tem para avançar nas Legislativas? Com aquela carranca até assusta os eleitores...