A Blonde e a Gripe Mexicana

Caríssimos,
A Blonde parte para o centro da tempestade de onde documentará, em especial para o Notas, a evolução da nova pandemia. Se não regressar, está o Quinn incumbido de prosseguir a emissão especial.

Isto tudo para dizer que lá vem mais uma vaga de alarmismo e catastrofismo que, quanto vai de aposta, vai dar em nada! Tudo bem que estamos a meio da propagação irreversível de uma epidemia gripal, mas também lá vem o exagero todo. Nas próximas semanas estarei num périplo que inclui o Reino Unido (Escócia e Inglaterra) e Estados Unidos (Chicago no Illinois), ou seja, já estou a ver as cenas todas nos aeroportos com montes de controlos e, no caso dos EUA, as chatices a dobrar inerentes a um país que se julga sob fogo e em estado de sítio permanente. Graças aos deuses mandei fazer um passaporte novo que o outro está cheio de carimbos de países suspeitos. Lá vou de máscara feita E.T. e munida de paciência em doses industriais. Se, no entretanto, os níveis de alerta subirem e fecharem as fronteiras antes do meu regresso (o que não acontecerá, como é óbvio), aqui estou já ao dispôr para ser correspondente do Notas.

See you soon. Take care!

8 comentarios:

Fada do bosque disse...

Lamento imenso que tenhamos que aturar, ciclicamente estas palhaçadas! Especialmente para quem tem de viajar!
Isto é para distrair os "crentes", Enquanto os políticos cometem atrocidades!
Malditos Mass Media.

GOOD LUCK!

Ferreira-Pinto disse...

Aqui a nossa amiga BLONDE é uma exagerada, como certamente os nossos leitores já toparam.
E uma gabarolas ... quer dizer, vocês já viram um périplo assim?
Vai-me a menina passear para a terra dos saborosos, deliciosos, poderosos uísques e os não menos ousados kilts, mais a Old Albion do chã e scones, com um salto à capital dos "blues" e ainda nos vem para aqui resmungar com a peste suína?

Tsss... tssss ... bem, mas lá quanto à suína, eu também acho que informar vá que não vá, agora carregar nas tintas a este ponto é que não. Primeiro foi a pandemia da gripe das aves, agora é a pandemia da gripe dos suínos, seguidamente virá a pandemia dos láparos ... e quando for mesmo a pandemia a sério, ninguém vai ligar a ponta dum corno!

António de Almeida disse...

Boa viagem e divirta-se, porque a vida também é diversão. E nada acontecerá como é óbvio, excepto se possuir umas acções de laboratórios, nesta altura tendem a valorizar escapando à crise.

Joaninha disse...

Mas olha pelo menos tu sabes a diferença entre pandemia e epidemia, não és como o jornalista que eu ouvi declarar mais ou menos isto

"Esta pandemia no mexico corre o risco de se tranformar numa epidimia a nivel mundial!"

É tão bom ter jornalistas "inteligentes" não é?

Boa viagem loira!

beijos

Fada do bosque disse...

E matam-se vacas, matam-se aves, matam-se porcos, matam-se láparos e quem se lixa são os agricultores, que já estão numa boa situação económica, têm imensas ajudas dos governos e porque o negócio, já não dá, abrem " falencia"!
E quem nos vai alimentar? Há que ter fominha que assim em vez de pagarem ordenados, escravatura é bem mais fácil!!!
Estou mesmo a gostar do rumo que isto leva!

Carol disse...

Tadita, estou cheia de pena... Vê lá, se quiseres eu vou no teu lugar. Sacrifico-me em nome do Notas!

pedro oliveira disse...

Que aproveite cada milésimo de segundo!

Adoa disse...

lololol

Que regresses sä e salva!

lololol