Vai, Avelino, e não voltes!

Vi num "Casseta e Planeta" (se não me falham as memórias) uma rábula em que um desgraçado, numa repartição, implorava pelo despacho ... que não, não pode ser, tem de ir ali, depois acolá ... em desespero de causa, o tipo atira um maço de notas para cima da mesa, ao que retorquiu de imediato o outro: "Caiu o maço, saiu o carimbaço!"

Dizem que para os lados do Marco, terra que viu Carmen Miranda nascer, havia um eleito local que um diligente magistrado do Ministério Público decidiu sentar no banco dos réus porque o dito "carimbaço" só saia da toca quando convinha. Depois de um "show de bola", primeiro do povo das notícias para, na segunda parte, ser o réu a dar espectáculo, tenho de concluir que a Justiça afinal funciona.
O nosso Avelino Ferreira Torres saiu do tribunal do Marco com a alma imaculada, sorridente, de mãos nos bolsos e com aquele ar trocista a que já nos habituou.
In dubio pro reo, considerou o tribunal.
O azar é que estou em jurar que por esses tribunais fora há pobres coitados que são capazes de não gozar do dito cujo in dubio pro reo ...
Mas, como isto é sábado, tenham mas é um bom fim-de-semana.

5 comentarios:

salvoconduto disse...

Ou me engano muito ou infelizmente ele vai voltar, como outros figurantes por este país fora. Isto está bom é para eles.

Bom fim de semana.

Peter disse...

O pior é que volta, mas como é lá para o Marco e eu sou "sulista", não estou muito preocupado. Eles já estão habituados...

Carol disse...

Depois de ver algumas reacções do povo relativamente a esse senhor e a outras figuras sinistras, tipo Fátima Felgueiras, às vezes dou comigo a pensar que cada um tem o que merece...

O Guardião disse...

O veredicto in dubio pro reo só atinge os imaculados de colarinho branco, o português comum não merece tamanha deferência.
Cumps

Compadre Alentejano disse...

Todos nós, conhecendo de ginjeira o calibre de Avelino Ferreira Torres, sabemos quão injusta é esta "sentença" do Tribunal do Marco´...
Afinal, é a (In)justiça que temos em Portugal.
Compadre Alentejano