À mulher de César não basta ser ...

A novela semi mexicana do recebeu que não recebeu luvas, suborno ou incentivo (escolham) do caso Freeport ameça, à boa maneira lusa, eternizar-se.
Este fim-de-semana de forma bombástica a TVI24, certamente que através de uma operação digna dum qualquer Missão Impossível e nunca porque em Portugal haja alguém que viole de forma deliberada o segredo de justiça, emitiu uma gravação onde alegadamente Charles Smith afirma, preto no branco, que o Primeiro-Ministro do Governo da República Portuguesa é … corrupto!
Contrariamente aos democratas de pacotilha que acharam desde o primeiro segundo que o titular do cargo, que leva o nome de José Sócrates, é corrupto, eu continuo a dizer que não sei. Não sei se é, se não é. E se calhar nunca vou saber. Posso desconfiar, mas não sei …

O que sei é que a situação é suficientemente embaraçosa.
Para o visado, para os portugueses e para Portugal.
Lembro que já outrora se dizia que à mulher de César não basta ser, há que parecer.
Pessoalmente, e no lugar de Sócrates, tinha já exibido publicamente todas as contas bancárias, rendimentos e o que mais importasse, ou tinha-me demitido.
A honra e a dignidade duma pessoa não têm preço, mesmo sendo-se um político da geração de plástico.
Agora, como as coisas estão é que não pode ser.

9 comentarios:

salvoconduto disse...

Há uma coisa que me encanita. Porque é que o raio da investigação só avança à força de fugas de informação?

Peter disse...

É complicado. Penso que o 1º ministro deveria dirigir uma comunicação ao país em que:
declararia a sua completa inocência, aguardando tranquilamente as conclusões das investigações em curso e que só a difícil situação em que o país se encontra o leva a permanecer em funções, perante os ataques insidiosos movidos contra si.

AP disse...

Faço minhas as palavras do Salvoconduto e acrescento porque raio o homem não apresenta todas as suas contas para isto ficar resolvido de uma vez por todas?! Quem não deve não teme, certo?

pedro oliveira disse...

É bem uma telenovela mexicana.concordo consigo Ferreira-pinto e se ele se demitisse, provocava as eleições antecipadas que tanto ele quer...
boa semana
Hoje há bola no vila forte.

António de Almeida disse...

Também não sei se Sócrates será culpado ou não, mas uma coisa é certa, se o processo vier a ser arquivado ficará no ar a suspeita, se continuar sob investigação, talvez daqui a 2 anos possamos ter uma acusação, e mais algum tempo para que um Juíz emita um despacho de pronúncia ou não pronúncia. Por outro lado continuar a investigação, sem constituição de arguido é complicado, constitui-lo como arguido mais complicado ainda, todos sabemos que na praça pública todos os arguidos são culpados. Arquivar o processo não impedirá novos desenvolvimentos jornalísticos, tenho para mim que a TVI e O SOL não irão parar por aqui, com mais ou menos habilidade não precisam de afirmar ou acusar, basta-lhes insinuar, citar, para se livrarem, ou diminuirem as hipóteses de serem processados. Para finalizar, uma coisa tenho a certeza, existem luvas no Freeport, e das boas, comprei lá um par o ano passado.

Carol disse...

Esta história já chateia, assim como o facto de já haver quem declare o homem culpado! Que diabo, então e a presunção de inocência?! É que, não é por nnada, mas eu posso fazer as afirmações que quiser, sobre quem for, que isso não significa que seja verdade!

E, o curioso é serem precisos tantos anos para se descobrir/ revelar esta gravação bombástica... O timing destas coisas não pára de me surpreender.

Joaninha disse...

Olha sabes que mais, não podia concordar mais contigo!

beijos

mac disse...

Graças aos céus pela quebra do segredo de justiça...se assim não fosse, se calhar este caso já teria sido arquivado.
Há muitas coincidências neste caso: a existência desta gravação de que se fala (ela foi feita, e disso não há dúvidas); Lopes da Mota foi colega de Sócrates, e também ele suspeito de ter dado informações a Fátima Felgueiras no decorrer do processo que contra ela corria (e Lopes da Mota foi procurador em Felgueiras. Mais 1 coincidência); o escritório duma advogada ligada a este caso foi assaltado; Mário Machado, depois de ter feito insinuações sobre o caso Freeport foi detido (a acusação foi de agressão e sequestro dum individuo, mas o timing foi excelente).
Coincidências portanto...
Bastantes...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Ou, pelo menos, pedir para ser ouvido. Acreditoque nunca se saberá a verdade, porque hoje em dia a justiça faz-se na rua e na comunicação social.
Como ainda hoje escrevi no Delito de Opinião, seja qual for o andamento do processo, Sócrate terá grande dificuldade em lavar a sua imagem. Preocupa-me, muito, que os magistrados se tenham tornado vedetas e trgam para a praça públicas suspeições que depois não fundamentam. esse ´, em minha opinião, o grande cancro da sociedade portguesa.