Que se f***** tudo

Perdoem-me o atrasado da hora. Perdoem-me o azedume do discurso. Perdoem-me ainda o que parece uma palavra muito desapropriada ao nível elevado do blogue, ali acima...
Mas... como em tudo tinha também aqui de haver um mas, não é verdade?
E hoje não estou pelos ajustes.

Sim, bem sei que sou meio ET e que tenho a mania que ando sempre um passo à frente do resto das pessoas aqui no sítio onde vivo, mas, ora aqui está ele, tudo tem limites e agora atingi o meu e passou o rebordo da minha paciência.

Só para vos ambientar à minha realidade começo por vos dizer que um avanço aqui é ter-se água canalizada e esgotos de rede. Avanço é ter-se os quatro canais de televisão pública. Avanço, avanço mesmo é alguém dizer que acredita que o homem já colocou uma bandeira na lua.
Ai riem-se?
Há dias tive uma discussão acesa com alguém que me dizia que eu devia era ir para um manicómio se acreditava na história do homem na lua, que isso eram romances...

Ora, eu já estou mais que acostumada a que me vejam por aqui como um bicho do outro mundo. Habituadíssima a que me digam que sou esquisita e que tenho tiques de extra-terrestre.
Uma senhora no outro dia comentou com outra que era uma pena que uma moça tão nova, estivesse já tão surda que tivesse de usar um aparelho... ora, pensarão vocês que realmente aos 35 anos isso é triste, o que terá a senhora dito demais?
Bom, talvez o facto de me ter visto fazer a minha corrida matinal de mp3 nos ouvidos...
A isto tudo estou habituada, é fruto de se viver num lugar onde a civilização chegará um dia, se não acabar antes.

O que não posso suportar, é que se contratem serviços que supostamente são globais e globalmente acedidos, já que são globalmente pagos, e depois não se tenha o privilégio de usufruir dos mesmos!
Assim aconteceu com a TV Cabo, que se pagava de serviços que eu nem sequer tinha, por apenas ter o serviço satélite.
Assim aconteceu com a MEO, que metade das vezes nem sequer transmite, e assim acontece com o serviço de internet SAPO ADSL, que metade do mês está cortado!
Quando reclamo e chegam a ser 3 reclamações por semana, aumentam-me o tráfego internacional, que está praticamente ilimitado, mas infelizmente não me resolvem o problema de ausência de serviço, o que me impossibilita igualmente de usufruir desse tráfego!
Ora, para quem como eu, até aprecia o epíteto de ET, numa terra de homens e mulheres das trevas, isto é quase que uma prisão domiciliária sem eu ter cometido o crime!

Meus amigos... o nosso é um país de muitos e enormes contrastes. Temos populações onde ainda nem sequer chegou a luz eléctrica e outras onde algo tão indispensável como um sistema de saneamento básico não existe, nem sequer faz parte das preocupações dos respectivos autarcas.
E depois temos o outro tipo de incompetência - aquele em que ninguém é responsável por nada, em que ninguém sabe o que pode fazer e ao atender um cliente lhe diz que vai falar com o responsável, que falará com o responsável, que transmitirá a um responsável, que irá reportar a outro responsável, que não faz ideia do que se trata!

E assim, quando quero escrever esta minha posta, tenho de aguardar pela hora do trabalho, para na cidade, ter acesso a este serviço tão futurista a que se dá o nome de World Wide web!
Perdoem-me finalmente o desabafo, mas que se f**** isto tudo!

13 comentarios:

Ferreira-Pinto disse...

Eu até compreendo o azedume pois há dias, ali sentado à frente do computador, começo a notar que a ligação ADSL ora estava ligada, ora se ia abaixo.
Andei assim uns tempos e aí ao terceiro dia, toca a ligar para o serviço de assistência técnica do SAPO.

Pergunta daqui, pergunta dali, pergunta mais isto e receituário: "Em princípio isso é problema da linha, tem de ligar com o seu fornecedor de telefone. O número é este ...".

Impecável, pensei eu. Até o número fornecem e tudo.
Ligo aos outros, pergunta daqui, pergunta dali, pergunta mais isto, mais aquilo, às duas por três a conversa sai do trilho à conta duma ligeira mudança no tom de voz do suposto apoiante técnico ...
Agendam uma verificação no local que nunca sucedeu.

Neste entretanto, tive de formatar um dos discos e o "modem" tem funcionado à excepção da velocidade que devia estar em 8Mb e só me dão 6,1Mb à conta duma estranha limitação técnica.

Como disse há dias, a minha paciência não é elástica pelo que mais dia, menos dia reclamo na ANACOM.

indomável disse...

pois é meu amigo, mas uma reclamação, UMA, fizeste tu.
Eu no ano passado fiz uma reclamação em cada semana do ano.
Eles, quando eu ligo e digo o numero de telefone já me dizem, ah! pois é, a senhora tem de facto reportado ALGUMAS avarias...

Um técnico deslocou-se à minha casa e disse-me com todas as palavras, que só lhe tinham reportado a avaria passado um mês de eu ter contactado os serviços e porque eu já estava a azedar mesmo ao telefone!

Agora, sempre que ligo, aponto o nome da pessoa e digo-lhe isso mesmo, para que saiba que ao voltar a telefonar vou usar o nome dela!

Oh pá, não hei-de andar azeda e mal humorada. É que o que é demais enjoa!

DANTE disse...

Não percebi o título. Que se .... o quê? Fomente? Familiarize? Fabrique? Faça?

Ora F***-**...

Carol disse...

Isto hoje virou muro das lamentações...

PT, meus amigos, fui cliente uma vez e jurei para nunca mais. Os serviços são péssimos, o atendimento uma nódoa e o apoio técnico uma verdadeira bosta!

Também já fui cliente Optimus. Ao fim de umas dez reclamações, sempre pelo mesmo assunto, deixei de ser cliente. No Natal que se seguiu enviaram-me uma postal com um pedido de desculpas e um relógio de pulso. A atitude, até hoje, ficou registada.Se um dia me chateio com a Vodafone, acho que volto a ser cliente Optimus.

Mas, concluindo e resumindo,há que reclamar. Sempre que necessário, sempre que sejam desagradáveis, sempre que sejam incompetentes. É um direito que nos assiste e que devemos utilizar para que comecem a perceber que o país não é só constituído por carneirinhos e uma data de gente burra.

Ainda ontem tive a infelicidade de ir parar às urgências de um hospital, por volta das 22:30h. Fui atendida ao fim de 4h e 30m. Mas podia ainda lá estar, se não tivesse ido aos gabinetes do pessoal médico reclamar...

AP disse...

Que se F#$% o quê?!
Mais ainda do que isto está???? Vai lá vai!

indomável disse...

Ó Dante, agora deste uma boas sugestões.

Eu ia pelo que se f*omente tudo!
Precisamos mesmo é de fomento.

AP, por isto estar como está, é que andamos todos f*****.
Pois, como dizia o DANTE, que se f...omente qualquer coisa que mude o país... para melhor, por favor...

indomável disse...

Ó Dante, agora deste uma boas sugestões.

Eu ia pelo que se f*omente tudo!
Precisamos mesmo é de fomento.

AP, por isto estar como está, é que andamos todos f*****.
Pois, como dizia o DANTE, que se f...omente qualquer coisa que mude o país... para melhor, por favor...

indomável disse...

Carolzita,

Eu estou como tu. Ando a reclamar tanto, tanto, ando tão azeda, que os meus filhos já me dizem que não preciso de me mascarar para o dia das bruxas...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Excelente post, para que muitas pessoas - habituadas a ver o país através dos olhos da cidade-, percebam que por detrás das lantejoulas , há lingerie esgaçada.

Carol disse...

O meu namorado diz que o índice Psi 20 do meu mau-feitio está em alta!

mac disse...

O dinheiro que se vai gastar em oras faraónicas tipo TVG e novo aeroporto, dava para por por muito saneamento básico em muitas zonas deste país tão pequeno, mas tão cheio de contrastes...

Alexandre Nunes disse...

LOL. Então imagina se tivesses no teu canto, numa rotina casa-trabalho, trabalho-casa, e de repente chegasse um policia a tua casa e te entregasse uma intimação para interrogatório sobre um cheque roubado, a 300km, com um rabisco no lugar da assinatura e o TEU nº de BI no verso (calhou ser o meu, podia até ter sido o teu, ou o do meu primo). E imagina ainda, que tinhas provas que estavas a trabalhar nesse dia, a 300km onde o chequ foi roubado e passado, e que até tinhas docs assinados por ti nesse mesmo dia e até carimbados. Imagina que isso agora não interessa e que tens de esperar pela decisão da procuradoria, que vai interrogar o queixoso para ver se me reconhece nas fotos ( coitado dele que ficou a arder com 8000, portanto não o culpo por tentar ver se apanha o vigarista). Imagina que tens de escrever uma carta cada vez que te ausentas mais de 5 dias da tua casa. Imagina a humilhação e a raiva que vai em mim. Pois... estamos neste país de filhos da p*** e quem se fod* somos nós! Portanto, nem te queixes mt.

pedro oliveira disse...

Não respeito por ninguém, nem por quem lhes paga o ordenado, ie, os clientes.