Ser português lembra-me a Coca-Cola ...

Nem sei se deva deitar atenção às boas intenções da Comissão Europeia ou às conclusões do Inquérito Social Europeu.
Ou me anunciam um pacote tamanho XXL de medidas que, garantem-me, trarão a felicidade e bem-estar se o Governo as adoptar, ou me atiram que, como português, tenho um dos níveis mais baixos de bem-estar.
Assim não vale!

O nosso “cherne”, que tem feito pela vida para se manter em Bruxelas anuncia um plano de 200 mil milhões de euros, quer uma redução temporária do IVA, uma redução do IRS sobre os salários mais baixos, e um aumento do valor e duração dos subsídios de desemprego ou a carenciados.
Paralelamente, e generosa, a Comissão vai permitir uma derrapagem por um ano e de umas décimas do deficit.

Não sei se viram bem a coisa.
Redução temporária de IVA?
Redução do IRS sobre os salários mais baixos?
E deixam isso ao critério de cada Governo? Estamos tramados.
Mas é que nem ginjas … ou quem pensam que vai pagar a conta?

É por isso que considero espantoso que ainda consigamos estar à frente da Hungria, Rússia, Ucrânia e Bulgária no que toca à Felicidade e Satisfação com a Vida.
Num campeonato a 23 estaríamos ali acima da linha de água!
Os nossos convocados foram ouvidos ao nível subjectivo (felicidade e satisfação com a vida), psicológico (realização pessoal e controlo da vida) e social (sentimento de integração e ligação) e ficamos, respectivamente, em 19º, 16º e 15º lugar.

Mas, depois de pensar bem, ler os jornais do dia, recordar os tempos mais recentes e a nossa História, acho que acaba por ser uma performance aceitável.
Diria mesmo que com tanta desgraça, ainda assim é uma honrosa classificação.
Estamos habituados e, assim sendo, já nem estranhamos.

Ser português é mesmo triste sina de ter de arrostar com pesada cruz e ainda ter de alombar, qual mula ou burro, depende do género, com fartos e pesados proxenetas, caciques e senhores da política.
Nascemos e enquanto somos uns líricos, estranhamos!
Depois, passamos a cínicos ou cépticos e a coisa entranha-se!

Por isso, só mesmo o nosso Pessoa, que conhecia este Portugal como ninguém, que “primeiro estranha-se, depois entranha-se!”
Bem sei que era encomenda para a Coca-Cola, mas ninguém me tira da cabeça que o poeta, esse fingidor, pensava na condição de ser português!

17 comentarios:

salvoconduto disse...

"Mas é que nem ginjas … ou quem pensam que vai pagar a conta?
Eu, os meus amigos, os nossos filhos e por aí…"

Por aqui? Porra, estou farto de proxenetas!

pedro oliveira disse...

É o nosso fado!

DANTE disse...

Sempre nos contentamos em ter só um lugar na tabela...estar em primeiro não importa...é pena.

Um abraço

Compadre Alentejano disse...

O nosso Cherne devia era pegar nos bons técnicos que tem em Bruxelas, mandar alguns para os países membros da UE, Portugal incluido, e implementar essas medidas que vai lançar (redução do IVA, do IRS, etc), pois não estou a ver o nosso Zé Furher responder ao apelo...
Compadre Alentejano

António de Almeida disse...

considero espantoso que ainda consigamos estar à frente da Hungria, Rússia, Ucrânia e Bulgária no que toca à Felicidade e Satisfação com a Vida.

-Não considero assim tão espantoso, falta uma variável que é o clima onde francamente ganhamos. Claro que em Portugal tudo o resto falha, em particular o que depender da classe política ou empresarial, bem os sindicatos também não são melhores, provavelmente o maior problema de Portugal serão mesmo... os portugueses! Lembremo-nos do que afirmavam os romanos.

Carol disse...

Palavras para quê? É no futebol, na vida, na economia, na política... Somos uns tristes!

korrosiva disse...

Com a redução do IVA ao critério de cada governo, já me vou preparando para de manhã ir a Espanha comprar o pão!

Bom fim de semana

João Castanhinha disse...

Lá dizia o poeta, doi-me a cabeça e o universo.
...e isto era antes da crise:>

lusitano disse...

“primeiro estranha-se, depois entranha-se!” e no fim "arreganha-se" o dente a esta gajada toda!!!

Abraço

Daniela Major disse...

Uma coca cola agora ia...mas não deste gérnero!

O Guardião disse...

Por uma vez até estava tentado a dizer que o Cherne teve uma boa ideia, mas borrou-a logo deixando-a ao critério de cada Governo. Já sei que me vão dizer que o iríamos pagar com juros, mais tarde, mas também o vamos pagar para safar um banco que só gere grandes fortunas, e para aliviar outro do gamanço que pelos vistos por lá se foi praticando.
Por este andar não tarda que estejamos bem à frente do pelotão dos mais infelizes. Já só falta um danoninho...
Bfds
Cumps

Peter disse...

Também não foi mau de todo, sempre eram 23 países!

Tiago R Cardoso disse...

discordo da mentalidade potuguesa dos coitadinhos, se calhar muitos também já estão por esse caminho.

Olhar para uma crise no sentido com o velho pessimismo português dificilmente iremos longe.

Acredito numa mentalidade que limpe este lugar, Portugal, dos profetas da desgraça da oposição, que limpe Portugal do actual Estado, digo estado com letra maiúscula, acredito que os actuai politicos sejam reformados.

Acredito na atitude positiva perante a adversidade, onde o mérito valha mais que o compadrio, onde as pessoas possa abertamente dizer o que pensam sem olharem para o chefe.

Sabes jovem, acredito em ti, acredito no Rex e acredito em mim.

Tiago R Cardoso disse...

esqueci-me,

Bom fim de semana, jovem.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Por coincidência, hoje também postei sobre este tema. Causa-me um bocado de engulhos ver os meus impostos canalizados para pagara incompetência de uns quantos nababos, enquanto quem trabalha continuará a pagar a crise.
Quanto a sermos tristes, é o nosso FADO!

AP disse...

Nesse inquérito, talvez as perguntas acerca do nosso país tenham também sido: "Sente-se satisfeito pelo facto de Cristiano Ronaldo poder vir a ser nomeado o melhor jogador do Mundo dentro de semanas?", "Está satisfeito com o actual desempenho do técnico Português, José Mourinho, na gestão do Inter?" A essas duas respostas, a maioria deve ter dito que sim...e então lá o "velho país a beira-mar plantado" subiu uns lugares no ranking.

Cumprimentos

Adoa disse...

Somos tristes porque continuamos a querer sê-lo.

E ninguém teve ainda forca (leia-se forsa)(lolol) para mudar isso...