PS quer dois boletins nas Legislativas!

O Partid(it)o Socialista encomendou um estudo que, a avançar, fará cair mais uma promessa eleitoral.
Mas, garanto-vos, desta vez quero lá saber que a promessa vá à vida.
Quero lá saber dos círculos uninominais …

O estudo está em livro (“Para uma melhoria da representação política - A reforma do sistema eleitoral”, Sextante Editora, é da autoria de André Freire, Manuel Meirinho e Diogo Moreira) e propõe uma pequena revolução.

Se a ideia avançar os portugueses, nas Legislativas, passam a receber dois boletins de voto.
Num escolheriam um deputado para os representar no seu círculo eleitoral; noutro votariam num círculo nacional, votando aqui, exclusivamente, na lista partidária.

No primeiro círculo, o dito regional ou distrital, entre os vários candidatos a deputados por cada formação partidária, os eleitores poderiam votar num, independentemente de ser o primeiro ou o último da lista.

Eu sugiro, desde já, que se pudesse riscar os nomes dos “caramelos” que não queremos que é para a coisa, assim, dar mais “pica”!
Um tipo ali a olhar para as fauces dos gajos e a mandar-lhes com um valente risco … pega, pega, andor violeta!

Os autores apontam para que pelo círculo nacional se elejam 99 deputados e os restantes fossem distribuídos pelos círculos regionais ou distritais.
Esta medida, que desconfio vá encontrar resistências, teria, pelo menos teoricamente, o mérito de obrigar os senhores eleitos a darem mais a cara nos círculos por onde se candidatam e não a aparecerem por lá na condição de “paraquedistas” ou de enjoados durante três anos e absolutamente “sorriso pepsodent” em 11 meses!

Outra “nuance” com interesse passa pela redução do número de parlamentares para 229, de forma a impedir situações como a que ocorreu em 1999 com António Guterres em que Governo e Oposição se encontravam empatados no hemiciclo.

E, dito isto, "rien ne va plus, faites vous jeux!".
Que é como quem diz, aceitam-se apostas se é em 2023 ou em 2045 que os partidos aceitam discutir estas coisas; a não ser que dê uma ideia assim ao Sócrates e o nosso homem mande avançar em jeito de rolo compressor!

18 comentarios:

salvoconduto disse...

De rolo compressor chega. Vamos lá a discutir isso bem discutido. É a democracia que está em causa e ela tem andado pelas ruas da amargura, veja-se o que aconteceu na Madeira...

Francisco Castelo Branco disse...

Eu ate nem acho má ideia

António de Almeida disse...

-Por enquanto é aoenas um estudo, mas não vejo necessidade de 2 boletins. Bastaria um, mas preferia circulo uninominal, o deputado não pode ser substituido pelo partido, renunciando ao mandato convocam-se eleições intercalares no circulo, o que obrigaria os partidos a não utilizarem figuras que à partida já sabem não ter disponibilidade para ficarem sentadas no hemiciclo, enganando os eleitores que votam na lebre mas recebem gato. Depois bastaria criar um circulo nacional de compensação, cujo resultado poderia ser apurado pela soma total dos circulos, julgo que os fenómenos locais seriam diluidos pelo todo nacional, mas nesta parte concedo que não tendo dados suficientes, até poderei estar errado e ser mesmo necessário o 2º boletim. A questão é mesmo nos circulos regionais ou distritais, pela interpretação que fiz votamos numa lista, escolhendo nessa lista os deputados, mas não o deputado, o que permitirá continuar a trocar, uma consulta ao site da A.R. é suficiente para verificar que apenas CDS/PP e CDU demonstram algum respeito pelos eleitores, o PS já substitui inúmeros (bem sei que alguns estão no governo), o PSD idem, e o BE faz um número de rotatividade, que será a negação do objectivo pretendido no estudo. Resultado, continuaremos a ter deputados pouco independentes. Veja-se o exemplo americano, na recente votação do bailout, uma legislação proposta por W.Bush, negociada e apoiada pela cúpula do Partido Democrata, pelos 2 principais candidatos presidenciais, foi rejeitada. Seria possivel que tal acontecesse em Portugal na A.R. a uma proposta negociada entre o PS e o PSD?

lusitano disse...

Não me debrucei sobre o assunto, (até porque podia cair), mas tenho para mim que tudo que não fique debaixo do controle dos partidos na distribuição dos lugares e sua substituição, tão cedo não será coisa aprovada em Portugal.

Abraço

Carol disse...

Desta vez, até achava bem essa coisa do rolo compressor. Isto, assim, num comentário imediato e sem pensar muito no assunto.

Que querem? Os meus dois neurónios estão a meio gás com o frio que por aqui se faz sentir!

DANTE disse...

Era mais giro se pudessemos desenhar óculos e bigodes e outras coisa mais na tromba desses tipos.
E lanço já aqui uma proposta , associar vudu a cada foto.
Isso sim é que dava pica amigo ferreira. Eu até era capaz de 'gamar' uns boletins para ir usando depois de eleiçoes.

Um abraço

João Castanhinha disse...

Dantesca Ideia, muito bom!:)

Carla disse...

dois boletins só servirão para afastar ainda mais a ida das pessoas às urnas...agora a base até que nem é má

Peter disse...

Não percebi e não estou com pachorra para aturar o Sócrates que para mim já era.
Estou é preocupado por não saber qual é o banco que se vai seguir ao BCP.
Não acredito nas promessas, nem nas garantias de Teixeira dos Santos. Isto é que me interessa actualmente. Quando TS sabia do que se passava no BPN e não avançou para não desestabilizar a economia, ninguém me diz que ele não está a seguir o mesmo prossedimento quando afirma que está tudo bem com os bancos portugueses.

indomável disse...

AHAHAHAH!

Ó Quint - Ferreira-Pinto (ai o menino está tão tio!),

desculpa lá, mas o que eu gostei mais deste teu post foi mesmo do comentário do Dante.
Mas vocês já pensaram bem no retrato do Sócrates de barba cerrada, boina inclinada à direita e uns óculos fundo de garrafa?
Ou então o portas com um belo dum bigode de mosqueteiro, com o chapeu a condizer ou a Ferreira-Leite com um buço tremendo e um ou dois dentes pretos, ou melhor ainda, o Jerónimo de Sousa com uns belos chifres vermelhos e um tridente na mão...
AHAHAHAH!
Oh pá, ainda não consegui parar de ri com a ideia e cada vez que me lembro ainda imagino outras atrocidades a fazer com os boletins de voto... ahahahah!

Talvez mais tarde consiga fazer um comentário de jeito...

Dalaila disse...

Estas nuances são sempre tão previsiveis que até cansa, ando cansada desta politica, e de outras tb

Ferreira-Pinto disse...

DANTE e INDY(desculpa lá, mas ao tratar-te assim, lembro-me do bom velho INDEPENDENTE quando aquilo ainda o Paulo Portas não dera cabo do jornal e o mesmo era bom, assertivo, revolucionário e ...), vamos lá nessa ...

Uns bigodes nuns, uns cabelos todos "hippies" a outro, uma barba marxista num gajo do PP, uns chifres àquele ali, um "dildo" naquela ... :)

Vieira Calado disse...

Bom...
Vou, perder um tempo... a riscar os nomes de todos eles...

Um abraço.

Compadre Alentejano disse...

Quanto a acordo de 2/3 para implementar os dois bolhetins de votos, julgo que é quase impossível, atendendo ao facto de:
se for favorável ao PS é desfavorável ao PSD e vice-versa.
O empate nas eleições de 1999 teve graça, porque devido a ele, tivemos o célebre ORÇAMENTO DO QUEIJO LIMIANO...
Em Portugal ainda há uma grande percentagem de analfabetos, pelo que só irá trazer mais abstenção...

O Guardião disse...

A partidocracia só irá rever a lei eleitoral com garantias sólidas de que não perderá a influência, e isso dos círculos podia trazer a "tentação" de candidatos não vinculados a nenhum partido, propostos por movimentos cívicos o que eles não querem certamente.
Cumps

Tiago R Cardoso disse...

bem visto, gostei da ideia de corta os fulanos que estão a mais.

Olha lá e se chegarmos ao fim e virmos que os cortámos a todos ?

C Valente disse...

Farto de promessa estamos nós, porque será que o PM não cumpre a promessa dos preços dos medicamentos
Bom fim de semana com saudações amigas

Joaninha disse...

Olha, é desta que os partidos se ficam cheios de gajas giras. Daquelas tipo pop model, ficam bem na foto passa a ser a eleição da boazona dos proximos 4 anos. Pode não ser muito esperta, mas pior que estes gajos é impossivel e pelo menos fica bem na fotografia ;)

Beijos