Sarah garante mão de Deus no Iraque!

Está escrito algures que a senhora tem pouco tino.
Os nossos líderes nacionais estão a enviar os nossos filhos para o Iraque para uma tarefa que vem de Deus … é que há um plano e este plano é de Deus”, disse a senhora, assim mais coisa, menos coisa numa entrevista ao “New York Times”.

Tem pouco tino, mas deve ser levada a sério.
É que aquilo não é um deslize, é mesmo o que lhe vai na alma, na massa cinzenta e sabe-se lá mais onde.

Com o tal dito não só apresentou uma visão particularmente conservadora (notem que isto é quase uma ironia, pois aquilo é mais que reaccionário … é quase medieval), mas legitimou duma penada só a acção dos facínoras agregados em torno de Bin Laden, talibãs e “jihads” várias.
Pois se o Bush manda os filhos dos outros para a guerra de Bagdad a mando de Deus, não é também verdade que qualquer barbudo quando degola um ocidental, perpetra um ataque suicida ou atira um avião contra uma torre o faz convencido até ao tutano que foi Alá quem lho ordenou?

Estou, aliás, firmemente convicto que a dita cuja senhora dona, face a este meu fraco argumento, logo dispararia: “Ah, mas o nosso Deus é melhor que o deles!”.
E discussões nascidas a partir de argumentos destes, já nós sabemos como acabam … à cacetada!
Não sei se já perceberam, mas a senhora de que falo é Sarah Palin, escolha que se poderá revelar desastrosa por parte de John McCain para uma hipotética vice-presidência.
Esta é a mesma que há tempos não se ensaiou nada em afirmar que a Rússia é para manter debaixo de olho e, caso se porte mal, guerra para cima!

Vistas bem as coisas, isto é mesmo preocupante.
É que a dita Sarah gosta de dar uns tiros nos alces lá pelo Alasca.
Ora, se ela chega a Washington e por artes do demo, ou da idade do homem (e isto em caso de vitória republicana), chega à Casa Branca, vocês já viram no que nos metemos?
Acorda a moça um belo dia e pensa lá com os seus botões: “Eh pá, hoje apetecia-me dar uns tiros. Vou mandar uns mísseis ali para … para … olha, para qualquer lado!”

Para os que acham que isto sou eu a embirrar com a dita cuja, podiam ter visto ISTO e depois logo diriam lá se não é mesmo caso para se pensar duas vezes!
Mensagens governamentais e assuntos de Estado tratados pelo correio electrónico pessoal na Yahoo?

10 comentarios:

salvoconduto disse...

Mão de Deus no Iraque?

Bem me queria parecer...

Peter disse...

Se a senhora ganha as eleições, passam a ensinar o Adão e Eva mais a serpente, o evolucionismo é abolido e eu tenho que rever os artigos que publico no blog...

bluegift disse...

LOL! O Peter e o seu apurado sentido de humor. Parece-me mais é que essa senhora e outros que tais são mais parecidos com os "enviados" pelo "Diabo"...

Marcos Santos disse...

Pois eu acho, mau amigo Quintino, que a escolha não poderia ter sido melhor. Tenho em mente que dinheiro, fama e poder, são puramente circunstanciais. Qualquer imbecil pode ter dinheiro, qualquer imbecil pode ter fama, qualquer imbecil pode ter poder, e hão invariavelmente casos, em que qualquer imbecil pode ter dinheiro, fama e poder ao mesmo tempo. As declarações de uma imbecil, candidata ao poder, nos é favorável, quando dita na hora certa. No caso do povo, antes da hora.

Carol disse...

Pensava que só o Maradona é que podia usar a mão de Deus...

Compadre Alentejano disse...

Oxalá esta Sarah Palin desapareça tão depressa como apareceu.
O meu voto virtual, vai para Obama.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Cada coisa que leio ou vejo sobre Sarah Palin deixa-me cada vez mais assustado. Depois de um bêbado reciclado, só nos faltava uma fundamentalista na Casa Branca. Livra!

Zé Povinho disse...

Não sei se é ingenuidade, tanto mais que a senhora até concorreuem tempos a miss qualquer coisa, ou se estamos perante um Bush de saias, mas em todo o caso, uma senhora destas na governação duma potência mundial é um perigo para todos.
Abraço do Zé

André Couto disse...

O estilo da Sra. Palin não engana ninguém com olhos na cara e dois dedos de testa.
Pena que cada vez mais seja notório que os votantes dos EUA andam de olhos fechados...
A culpa não será deles. Ou se calhar até é...
É mais um dos lados negros da globalização: a estupidez espalha-se com muita facilidade.
Oxalá não soframos muito com a leviandade americana.
Cumprimentos.

MS disse...

Vim hoje pela primeira vez ver as notas soltas e as vossas ideias tontas, que de tontas nada têm.
Se essa sra. for para a casa branca o mundo vai abaixo, e os barbichas lá prós lado do Iraque vão todos á vida.
MS