Notas Soltas, Ideias Tontas

Lusitano - 09.09.2008


O último comentário colocado pelo “compadre alentejano” no meu texto sobre Angola, leva-me a escrever estas palavras, que espero não sejam consideradas como pressão sobre ninguém, mas como uma constatação de facto.

Sendo o último a entrar neste blogue por convite do Tiago Cardoso, que muito me orgulhou, é com pena, muita pena, que vejo este projecto Notas Soltas, Ideias Tontas parecer estagnado, adormecido, esquecido.

E tenho pena porque me tinha habituado a vir aqui diariamente ler as mais diversas opiniões e comentários sobre todas as coisas que envolvem a sociedade, que envolvem o homem no seu dia a dia.

Não tenho conhecimento certo de quem fundou este projecto, este blogue, mas percebi que o Quinttarantino/Ferreira-Pinto e o Tiago Cardoso eram os dinamizadores, eram os “pólos de atração”, eram numa só expressão, a “alma mater” deste espaço.

E quando falta a alma...

5 comentarios:

Fa menor disse...

Eu recuso-me a acreditar!...

Não podem deixar afundar este projecto, NÃO PODEM!!!

Marcos Santos disse...

Amigo Lusitano

Que aprendi a ler com prazer no Notas. Existem momentos na vida em que devemos tomar decisões.

Quando se é convidado para uma festa, em que os anfitriões saem para outras festas, cabe aos convidados tomarem suas decisões. Ou continuam na festa ou vão pra casa dormir. No meu caso, não fiz nem uma coisa nem outra. Fui passear.

Abraços Brasileiros
do Marcos

Carol disse...

O fundador foi, na verdade, o Quintaranttino/ Ferreira-Pinto.
Em determinada altura, também fiz parte deste projecto que, a meu ver, se perdeu a partir do momento em que mudou de look de uma forma tão acentuada. Dei a conhecer o meu descontentamento com o rumo que o projecto tomava a todos os seus elementos, apresentando as minhas razões.
Entre elas, realçei o facto de não nos devermos reger por números, por visitas mas, antes, pela troca de ideias, pela discussão, pelo diálogo entre comentadores e escritores. Recebi a solidariedade de alguns elementos, mas outros consideraram que este era o rumo certo. Como ta, e como não sou de fazer fretes, afastei-me. Não estou arrependida.

Quanto ao resto, parece-me que o último post do Quinn diz muito. Basta que se queira ver as coisas.

Compadre Alentejano disse...

O Notas marca uma época na blogosfera. Talvez a época da sua evolução e da sua maioridade.
Quando o projecto Papa Açordas apareceu, em Julho/2007, tivémos desde a primeira hora, o apoio da dupla Quinttarantino/Tiago a quem, publicamente agradecemos e enviamos um abraço.
Vou cintinuar a ser fiel leitor do Notas, fazendo votos para que não desapareça.
Felicidades e longa vida
Compadre Alentejano

Ferreira-Pinto disse...

Lusitano, acabo de dizer ao António de Almeida que mantenham a chama acesa!

Por mim, e a partir do momento em que entraram no clube, o projecto é de todos!