Há momentos assim...

Lusitano - 19.08.2008




Não conseguiu!

Tudo bem, porque em Naide Gomes vi determinação de vencer, vontade de dar tudo o que tinha, entrega à missão que se propunha.

Talvez a vontade fosse tanta que lhe retirou algum discernimento, mas não foi por querer "ficar na caminha", ou por estar "bloqueada" pelo estádio, ou por causa do clima, da humidade, da poluição, etc, etc.

Foi por causa daquelas coisas inexplicáveis que de vez em quando acontecem!

Por isso, um abraço para Naide Gomes que lutou, deu tudo o que tinha para dar e até deu a entender que a medalha não lhe fugiria.

Pode regressar feliz porque cumpriu, e não se desculpou, com desculpas espúrias, no mau momento que lhe/nos aconteceu.


3 comentarios:

António de Almeida disse...

Acontece aos melhores.

Tiago R Cardoso disse...

Apoiado.

Dalaila disse...

Concordo, e força há dias que nem que chovam canivetes se consegue.