Os novos pobres

António de Almeida 21/07/2008

-A crise está aí, não sou eu que a irei negar, aumenta o crédito mal parado, embora muito também por responsabilidade dos próprios, ainda há dias cheguei a casa e tinha uma carta do banco, "sugerindo-me" que seria boa ideia antecipar o reembolso do IRS, poderia escolher o montante até 5 mil euros, ir de férias tranquilo, que em Setembro começaria a liquidar o logro, perdão o empréstimo. Também já ouvimos falar de novos pobres, pessoas da classe média que não conseguem suportar o aumento das taxas de juro, e para conseguirem honrar os compromissos pedem ajuda alimentar, algumas até o fazem por e-mail, certamente por pudor em mostrar a cara, sim porque o dinheiro não chega para tudo, pagando a casa, o telemovel, internet e a prestação da agência de viagem pela semana de férias no Brasil ou Cabo Verde, como poderia ainda chegar para o supermercado? Seria um milagre!

3 comentarios:

quinttarantino disse...

Não são esses os que me preocupam, mas sim os muitos e quantos querendo viver de forma regrada, honesta e com o mínimo de conforot também eles não conseguem fazer face à carestia!

Quem vai às compras ao supermercado sabe do que falo; basta olhar para o preço do peixe.

Carol disse...

Do peixe, da carne, das frutas, do leite, do pão...

Tiago R Cardoso disse...

preocupante não se saber as prioridades,pensam primeiro no luxo e depois no pão.