Liberdade sim, mas...

Marcos Santos - 03.07.2008

...a agonia continua, pois a pobre Ingrid não escapará de um encontro com Sarkosy,
mas ela é guerreira e sobreviverá.


8 comentarios:

quinttarantino disse...

Marcos, ai que você ainda desperta a fúria do Nicolas!

lusitano disse...

E porque não o encontro?

Afinal de tantos Chefes de estado europeus e outros, Sarkosy foi o único que deu realmente a cara pela sua libertação e resta saber se na operação de resgate não estaria envolvida alguma unidade especial francesa, o que não me admiraria.

De resto estou-me borrifando para o Sarkosy, mas a gratidão é coisa bonita, mesmo que os outros se aproveitem dela.

Carol disse...

Isto hoje só dá Ingrid Betancourt!

Ó Marcos, parece-me justo o encontro. Na verdade, parece-me que a França teve aqui um papel crucial.

António de Almeida disse...

-Desde que Sarkozy não tome primeiro vodka, vi há bocado o video do ano (passado) no youtube.

Marcos Santos disse...

O problema meus amigos, é que sob o ponto de vista de quem ficou seqüestrada por anos a fio, no meio do mato, encontrar com Sarkosy, é com certeza um pé no saco.

Tiago R Cardoso disse...

essa foi mázinha, Marcos.

Dalaila disse...

heheheheh, e que mais!

Fragmentos Culturais disse...

... sobreviveu!

Mas, contra tudo o que lhe possam apontar, Sarkozy tem sido um homem a 'dar a cara' em várias causas!
E nesta, esteve mesmo presente!