E os gauleses é que são doidos?

Quinttarantino - 15.07.2008

Na França, quando a noite em que se comemorava a tomada da Bastilha chegava ao fim, uns cavalheiros, certamente vencidos pela vida e aborrecidos com a mesma, resolveram pegar fogo a alguns carros.
Queimar carros é, como se sabe, quase um desporto nacional em França.
Mais um pouco e será mais popular que a "petanque" ou o "melão"!
Foram 600 carros queimados.
E cerca de 220 os "cámones" que passaram a noite na jaula.

Se fosse o nosso ministro da Administração Interna chamava os moços, ou os chefes a uma reunião no Ministério, oferecia-lhes um café e dialogava.
E o presidente da Câmara alojava-os num qualquer equipamento público, embora antes lhes tirasse os isqueiros e os fósforos.
Apostam?

6 comentarios:

lusitano disse...

A coisa não será "organizada" pela Renault, Peugeot e Citroen!!!

Pois é tens razão:
Aqui saiam em liberdade e com o termo de identidade e residência e a proibição de usar fósforos durante 30 dias...

lusitano disse...

saíam, claro!

Carol disse...

É o que dá pertencer a etnias... Se o pessoal fosse branco, tinha ido tudo preso e ficava em preventiva. Assim, com um bocadinho de sorte, vão receber umas casitas novas...

António de Almeida disse...

-E se pertencessem a qualquer minoria étnica lá teriamos o SOS Racismo aos berros, acompanhados pela esquerda caviar.

Marcos Santos disse...

Pois aqui, amigo Quintino, As autoridades chamariam para essa conversa, alguns indivíduos, cujo esporte favorito é meter azeitonas nas cabeças das crianças.

LUIZ SANTILLI JR. disse...

Quintino amigo de sempre

Estou mais perdido que cego em tiroteio, não sei onde foste parar, devo ter engolido algum e-mail seu!!
Agradeço sua visita, muito alentadora e estimulante, ver os amigos nos apoiando!
Vou voltar, porém devagar, um post por semana, ora no BOA LEITURA ora no CRÔNICAS, que andava esquecido.
Um enorme abraço e me diga onde foi parar seu blog?

Santilli