Humor negro...

Tiago R Cardoso - 07.07.2008

Já por aqui transcrevi uma frase do senhor Sarsfield Cabral, aproveitei e deixei algumas considerações.

Desta vez estou decidido a formar um clube de fãs deste senhor, que considero ao nível dos maiores, senão o maior humorista português, de outra forma teria muita dificuldade em compreender estes raciocínios.

"Não há nada mais eficaz de que o preço elevado da energia para promover a maior eficiência no seu uso", Sarsfield Cabral.

Estamos portanto no limiar do humor genial, daqueles que só aparece raramente.

Ainda não tive oportunidade de assistir ao vivo ás suas considerações, mas presumo que valerá bem a pena, aliás acredito que andará muito acima de um Pedro Tochas.

Em Portugal assiste-se a um relançamento do humor, tivemos um fantástico Almeida Santos e o sketch dos bombista, eu pessoalmente fui ás lágrimas, depois José Sócrates no “Porreiro pá e o tratado afundado”, peça de fino recorte humorístico e agora “Como justificar o injustificável”, deste senhor.

Muito bem Portugal, vamos rir para não chorar, vamos aceitar as piadas para não considerarmos isto de insultos, vamos ter o espírito aberto, mas não esqueçamos de os mandar lixar a todos.

10 comentarios:

meirelesportuense disse...

Quintino, este Cabral tem destas saídas, porque andou a defender este sistema durante décadas e agora que ele esta a dar o p...Mestre tem que o tentar justificar de qualquer forma...É daquelas figurinhas que nem faz bem nem faz mal, bem pelo contrário, isto é, não faz mal assim como também não faz bem, mas que ajuda à confusão é verdade.
Um abraço.

Pata Negra disse...

Se há coisa que, neste momento, o país não precisa é da opinião, é da opinião destes ilustres cartomantes! Estamos fartos da sua sabedoria de pechisbeque!
Este também deve estar entre os autores da frase:
" É preciso diminuir as despesas e aumentar as receitas"

Um abraço descabralizado

Compadre Alentejano disse...

Portugal tem muitos e bons humoristas...então este SarsfieldCabral é o máximo...
E aquele secretário de estado da segurança social pedro... que achava que os reformados não podiam receber, duma só vez, o aumento de 9-10 euros, e queria dividir por catorze meses...Lembram-se...
Este cromo é a personalização da asneira...
Um abraço
Compadre Alçentejano

O Guardião disse...

Suponho que este senhor também deva ganhar pouco para gastar com toda a parcimónia.
Vão gozar outro!
Cumps

NuNo_R disse...

Boas...

Lá na eficiência esse senhor tem razão.
quanto mais cara a electricidade, melhor uso lhe damos.
Não nos "esquecemos" das luzes ligadas, nem deixamos alguns electrodomésticos em stand-by por longos periodos de tempo.
Mas para mim a solução passava por outro lado.
A optimização dos enumeros recursos naturais que o nosso país tem,a força das marés e o vento e o sol que abunda em Portugal durante o ano todo...

abr...prof...

Miguel Ângelo disse...

Porque há, de facto, pessoas assim em Portugal. Acho até que para ele dar mais valor às suas afirmações em nada patéticas e caquéticas de todo, quando se dirigir a uma gasolineira, qualquer que ela seja, para abastecer o seu automóvel, deve pagar a gasolina a dois euros ao litro, como imposto acrescido, por dizer uma barbaridade inqualificável...
Deste modo, ele próprio pensará:"não há nada mais eficaz de que o preço elevado da energia para promover a maior eficiênia no seu uso"

Dalaila disse...

podemos também dizer que a melhor maneira de combater a obesidade é colocar os alimentos a um preço proibitivo, logo as pessoas passarão fome!!!! eu não acredito no que oiço, no que leio, é mesmo melhor é rir, e chorar.

António de Almeida disse...

-Não deixa de ter razão até certo ponto, o baixo preço da energia provoca o alheamento do consumo, o preço alto obriga a preocupações, mas depois existe o preço para lá de alto, insuportável, a questão é já chegamos aí? Estou com o NunoR, precisamos debater e apostar noutras fontes de energia, como forma de reduzir a factura.

quinttarantino disse...

O próprio José Rodrigues dos Santos, em declarações recentes, afinou pelo mesmo diapasão.
Logo, qual é o espanto?

mac disse...

Isto faz lembrar aquele spot publicitário da Friz: "Ri-te pá, porque rir faz bem...Portugueses com Friz, são portugueses felizes".
Realmente, só temos mesmo que rir...