Palavras para quê!

António de Almeida - 19.06.2008



-Estes senhores venceram e convenceram, frente a uma equipa que tem um treinador que demonstrou mais uma vez não saber ler um jogo no banco, foi claramente surpreendido pela organização do meio-campo germânico, um guarda-redes que mereceu o post anterior, um defesa-esquerdo (Paulo Ferreira) que poderia aproveitar os treinos do Chelsea para apreciar Ballack, escusava hoje de ter ficado parado a admirar o jogo do adversário, e um jogador que pode ter as namoradas que quiser, mas ainda NÃO é o melhor jogador do mundo, mais vez nos momentos decisivos foram outros a brilhar.

7 comentarios:

Tiago R Cardoso disse...

Discordo totalmente pelas razões que escrevi em baixo no meu post.

Espero que tenhas visto o empurram sobre o Paulo Ferreira, mas parece que não.

Daniela Major disse...

Tiago, eu já percebi que custa muito engolir uma derrota destas especialmente quando sabemos, e quando vimos que a culpa foi exclusivamente dos jogadores. De nada serve estar a culpar o arbitro, que não viu o empurrão não sei de quem...o Scolari também devia ter visto que o Ricardo não é guarda redes para a Selecção mas não viu.

Meus amigos, a verdade é que toda a gente criou imensas expectativas face a uma equipa de transição que jogou bem frente a duas equipas não muito fortes e que jogaram mediocremente contra nós (Turquia, e R.Checa), e que depois contra um adversário mais forte foi o que se viu. Não quero ser pessimista e não o sou, agora é óbvio que grande parte da desilusão sofrida deve-se a todo aquele circo que ocorreu em Portugal e arredores nas últimas duas semanas. Se não tivessemos criado tantas esperanças se calhar tinhamos encarado os jogos com mais humildade e tinhamos conseguido mais alguma coisa. Agora não me venham com as desculpas do costume. Perdemos porque eles foram melhores.

Zé Povinho disse...

Cheguei na hora da derrota, que a mim não me impressionou, diga-se, embora estivesse a torcer por Portugal. Como aprecio desporto, e não o circo montado em volta das competições profissionais, acho que temos que aceitar a derrota como um dos resultados possíveis.
Penso que o governo deve estar também abalado com isto, agora as atenções viram-se cá para dentro e sem a distracção do Euro, as asneiras dão mais nas vistas.
Abraço do Zé

expressodalinha disse...

O terceiro golo é uma falta escandalosa do matulão germânico. Só assim ganharam...

Dalaila disse...

eu concordo que a Alemanha preparou bem o jogo, foram frios o suficiente para em três toques estragarem o nosso sonho, agora que lutamos lutamos, eu senti isso nas pernas e no querer do Deco, o POstiga ais uma vez me surpreendeu,o futuro melhor do mundo precisa de um pouco mais de querer.

Blondewithaphd disse...

Ainda está para surgir uma nação como a "Vaterland" alemã! Desculpem o chauvinismo teutónico, detesto-os quand nos derrotam, mas uma nação que não admite erros tem de ter os seus méritos, nicht Wahr?

quinttarantino disse...

Paulo Ferreira podia aprender com o Ballack se fosse defesa esquerdo.
Ora, como nunca foi, nem é ...

Aqui, meu caro ANTÓNIO DE ALMEIDA, discordo de si.
No resto, cheio de razão.