Crónica de Férias - A caminho de Amares

Tiago R Cardoso - 16.06.2008

Pequenas crónicas de quem está de férias e com pouco contacto com estes lados, mais uma semana e depois voltarei à rotina do dia-a-dia.


Sair de Braga em direcção a Amares para quem, como eu, é viajante de pouca rodagem chega a ser algo de meio complicado.

Seguir em direcção à ponte do Porto de Ave, apanhar uma estrada de curva e contra curva é no mínimo pouco apelativo para quem pretende descansar em férias ... mas toca a ir em frente.

“Será que já passamos o caminho de entrada ?”
“Não me parece, segundo o que disseram está bem assinalado, mas um ruela em pedra é fácil de falhar... olha, é ali !”

Nada como um quelho para acabar a viagem, principalmente se tiver dois sentidos!
Só passa um automóvel, se vier alguém de frente alguém vai ter de recuar uns 200 metros ...

“Olha para isto !”

Realmente muito bonito, sossegado, escondido no meio do nada, mas também os mais pequenos e belos tesouros estão escondidos só temos é que os procurar bem!

1 comentarios:

quinttarantino disse...

Olha-me lá, depois de ler isto, e ter ficado sem saber de que raio falas, também sempre te pergunto por onde é que andas metido?

Aquilo lá tem alguma coisa que saber sair de Braga para Amares!
Já me arrependi de te ter falado do restaurante em Brufe, Terras de Bouro ... o raio do homem ainda se vai perder e vai ser um sarilho!