Que Portugal te ouça Galiza.

Tiago R Cardoso - 19.05.2008

Enquanto por cá fazemos rectificações de acordos ortográficos, onde a polémica é mais que muita, outros, falo mais propriamente da Galiza, gostam do português, não querem o castelhano e defendendo que o galego é o português da Galiza.

Vinte e cinco mil pessoas manifestaram-se hoje em Santiago de Compostela, na Galiza, em defesa da língua galega, criticando a alegada tentativa estatal de impor o uso do castelhano naquela região autónoma espanhola.

“A nossa língua não é regional nem dialectal, mas sim internacional. O galego é o português da Galiza, e o que nós queremos é que o galego se confunda com o português, mantendo, obviamente, as suas especificidades próprias.” - disse, à Lusa, Alexandre Banhos Campo, um dos principais mentores desta manifestação.

Mais afirmou, “No Rio de Janeiro fala-se de uma forma diferente da que se fala em Lisboa, mas ninguém duvida que são as duas português”.

Muitíssimo bem dito, frases e um movimento que se encaixam perfeitamente nos argumentos, que podem ser usados contra o Acordo Ortográfico.

Enquanto uns querem desvirtuar uma língua, alegando que tem de se modernizar, outros querem ser classificados como língua portuguesa, mantendo a especificidade.

Como evidentemente deveria ser, a riqueza está na diversidade, não na uniformização e esta “modernização” que se pretende impor.

3 comentarios:

António de Almeida disse...

Subscrevo sem hesitação!

Compadre Alentejano disse...

Concordo plenamente, o galego é o português da Galiza, e quem o quiser substituir pelo castelhano é parvo.
Porquie é que o Galiza não entrou no famigerado e triste Acordo Ortográfico? Tinha toda a legitimidade...
Um abraço
Compadre Alentejano

Dalaila disse...

e não há mais nada a dizer, concordo tanto.