Ora agora multas tu, ora agora multo eu...

Carol - 13.05.08

O Conselho Nacional de Ética da Ordem dos Médicos quer que os doentes sejam penalizados em caso de não-comparência, sem aviso prévio, a consultas e outros actos médicos.

Assim, o paciente, no acto de marcação, teria que efectuar o pagamento de um sinal (nunca superior a 20% do valor total do acto médico), que lhe seria restituído após se verificar a sua comparência.

Contra isto nada. Na verdade, considero que esta será, até, uma atitude plausível já que 20% dos pacientes faltam aos actos médicos agendados, no Serviço Nacional de Saúde.

A única questão que me apetece colocar é a seguinte: qual a penalização proposta por este Conselho para os médicos e técnicos que se atrasam ou, simplesmente, não comparecem aos serviços médicos marcados sem aviso prévio?

6 comentarios:

antonio disse...

Olha! Não tinha pensado nisso, mas é uma boa pergunta!

Tiago R Cardoso disse...

Bem visto, gostei da perspectiva.

Zé Povinho disse...

Permito-me não concordar com a penalização dos utentes, até porque à distância com que são marcadas muitas consultas, ou a pessoa já não está doente, ou já foi a uma urgência, isto se não bateu a bota antes.
Quanto aos senhores doutores, eles também não preconizam qualquer sanção para eles em caso de falharem as consultas, o que é sintomático de que a medida é apenas para arrecadar uns cobres, e com a Saúde eu não gosto destas preocupações puramente economicistas.
Abraço do Zé

quintarantino disse...

Menina, mas que atrevida ... isso pode lá ser, multar os senhores doutores?

Carol disse...

Ó COMPADRE ALENTEJANO, mas não ficava nada mal desmarcar a consulta ou o exame. Até porque há imeeeeensas listas de espera, como é sabido!

NuNo_R disse...

Olá...

é isso mesmo. concordo na íntegra com a sugestão.

bJS