O bicho papão ASAE

Tiago R Ccardoso - 17.05.2008

Portugal encontrou um novo inimigo, esse “bicho papão” chama-se ASAE.

Desta vez a Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE) está a aplicar com rigor os regulamentos comunitários de higiene às instituições de solidariedade social: exige que as cozinhas tenham os mesmos requisitos que as de um restaurante, proíbe as instituições de aceitar alimentos dados pelas populações e deita fora toda a comida congelada em arcas normais.

A noticia é dada assim e permite a todos os “fundamentalistas” contra a ASAE avançarem com as criticas já habituais.

Evidentemente que a aplicação cega da lei é pouco recomendável e não pode ser feita por cima de tudo e de todos.

No entanto gostaria de saber se, os mesmos que criticam as actuações da Autoridade, consideram que a ASAE deveria desaparecer ?

Se todas as inspecções feitas, que vieram trazer à tona enumeras irregularidades, atenticos atentados à saúde publica, são más ?

Gostaria de saber quem concorda que aquela cozinha de um secundária com o tecto podre e os exaustores cheios de ferrugem ?

Quem concorda com o voltar a embalar produtos fora do prazo em novas embalagens ?

Quem concorda com o transporte de um pónei na mesma carrinha que se transportava pão?

Pelo que se entende tudo é mau, assim que se acha uma brecha, coloca-se ali uma etiqueta em toda a Autoridade, vivemos de facto num país onde o mau é muito mais importante que tudo o de bom que se faça, mesmo se o bom for em maioria.

No caso em concreto quem ouviu as declarações da presidente do banco alimentar ?

“As instituições de solidariedade tem de acompanhar os tempos”, vou mais longe e sem fundamentalismos pergunto, quem é que se sente menos seguro agora do que quando valia tudo?

5 comentarios:

Rita disse...

Haja quem abra os olhos, não serei a única a ser crucificada por não entrar na "onda anti-ASAE"... É da natureza humana (portuguesa?) exigirmos rigor aos outros e ficarmos muito escandalizados com o restaurante que tinha uma arca frigorífica com pastéis de nata em idade de frequentar a 1ª classe, mas quando vêm embirrar com a nossa colher de pau já é perseguição e fascismo. Enfim... É mesmo caso para dizer: ou comem todos, ou há moral! Um bom fim de semana:)

Compadre Alentejano disse...

Já alguém pensou ou sugeriu fazer um paralelismo com o que a asae dos outros países da CE fazem? Há ateé o caso de um casal da fronteira alentejano, fechar o restaurante por medo da asae e abrir no lado de Espanha. Aqui já pode usar colheres de pau, ter sopa no frigorífico e congelar os produtos que compra em verde.
Neste lado de cá, é proibido.
Escrevo asae em letra pequena porque ela não merece mais.
Um abraço
Compadre Alentejano.

António de Almeida disse...

-Como tenho criticado bastantes vezes a ASAE também serei um dos "fundamentalistas", por outro lado penso que a ASAE é que tem práticas fundamentalistas. O mais importante, penso que a ASAE é uma entidade que tem tudo para ser reconhecida e apoiada pelos portugueses, mas não passa uma semana sem que sejam notícia pelas piores razões. Julgo que António Nunes é que estará a mais, o ministro Manuel Pinho deveria demiti-lo.

quinttarantino disse...

A ASAE é uma instituição necessária.
Quanto ao ser notícia pelas piores razões, para além do Nunes dar uma ajuda, já pensaram como é que a nossa Comunicação Social trata as coisas?
Ora tão solicíta ... como de repente ... e nem digo que é por causa de OPAs falhadas ... digo que, na maioria dos casos, é mesmo por incompetência e maria vai com as outras!

Pata Negra disse...

Só por si, a costumeira e desastrada actuação da ASAE, é suficiente para podermos concluir que estamos num estado de pré-ditadura. Uma ditadura cega e ignorante que está a destruir um Portugal que não pode sobreviver de outra forma, se não como é!
Toda a actividade de sobrevivência das classes mais baixas está proibida! Proibido viver na pobreza! Eh lá Belmiro, "Mac Donaldes", comida embalada, micróbios de petróleo, o tempo é vosso!
Os meninos pensantes da cidade nem imaginam a aldeia que estão a destruir! Puta que pariu quem nunca limpou o cu a um carolo!
Um abraço mas a ASAE revolta-me