Tapar o sol com a peneira...

Carol - 26.04.2008

Não sei se já vos disse, mas gosto de provérbios e expressões populares. Não sei porquê, mas gosto. Isso podia justificar-se por ser uma miúda nascida e criada na província ou por uma enorme convivência com as gentes mais velhas da família, mas isso não aconteceu portanto não tenho como justificar esta apetência. Paciência!

Hoje, ao ver a edição on-line do Público, China promete diálogo, deparei-me com uma notícia que, não fora o protagonista da história, me poderia deixar muito feliz e expectante. Segundo a agência Nova China, citando uma fonte oficial anónima, a China manifestou-se disposta a retomar as negociações com um representante do Dalai Lama. Poderia ter ficado expectante, mas não fiquei. Na verdade, só pensei “lá estão os gajos a tentar tapar o sol com uma peneira!”...

De acordo com esta agência noticiosa, na sequência dos repetidos pedidos do Dalai Lama para que fossem retomadas as negociações, “os departamentos envolvidos do governo central terão contactos e consultas com um representante do Dalai Lama nos próximos dias” com vista a que este “tome decisões no sentido de cessar as actividades separatistas, os ‘complots’, a violência e as actividades destinadas a perturbar e sabotar os Jogos Olímpicos”.

Como seria de esperar, o líder espiritual tibetano saudou a oferta chinesa e o seu porta-voz considerou que este é “um passo no bom caminho, já que apenas os contactos frente-a-frente podem conduzir a uma solução para a questão tibetana”.

Sinceramente gostaria de embarcar nesta onda de optimismo, mas não consigo. Não consigo, porque não acredito num país que não respeita os direitos humanos. Não consigo, porque não acredito num país que não respeita a cultura ancestral de um povo. Não consigo, porque foi este mesmo país que raptou uma criança de seis anos, bem como toda a sua família, apenas porque foi considerada pelo Dalai Lama como o seu sucessor espiritual.

A esta notícia, meus amigos, só posso responder com um “quando a esmola é grande, o pobre desconfia!”...

4 comentarios:

quintarantino disse...

Nem duvides que o que a China prepara é uma operação de cosmética.

Até aos Jogos Olímpicos, vamos conseguir-lhes sacar tudo o que seja ... promessa!

António de Almeida disse...

-A questão será saber as consequências dentro da própria China, que a gradual abertura até, e principalmente durante os J.O., provocarão. Será que após a cerimónia de encerramento, teremos um novo Tienmen?

Denise BC disse...

Carol
Compartilho da mesma opinião e não acredito nesse diálogo, me parece que isso está só em função de "sair bem na fita" perante ao mundo por causa dos jogos olímpicos.
Bjs,
Denise BC

Tiago R Cardoso disse...

E que tal, quando os Jogos Olímpicos estão a chegar pessoal desconfia.

Acredito que isto é apenas uma forma de enrolar a questão, tentar diminuir a contestação, para depois dos jogos tudo voltar ao antigamente.