Evasões portuguesas e invasões espanholas.

E subitamente fez-se silêncio.

"Isto está vazio, onde foi o pessoal todo?"

Pois é, estamos na Páscoa, época sagrada para muitos.

Seria natural que, nesta altura, os cristãos se dedicassem ao pensamento, a repensar a vida, abrir os olhos e reflectir se o caminho que seguem é o mais correcto, se tem de ser reajustado ou mesmo mudar totalmente de direcção.

Claro está que esta época para muitos tem outro significado; é sagrada sendo profana porque dá para tirar uma semana de férias, tudo quanto é destino turístico rapidamente fica esgotado, tendo até a TAP de reforçar a situação com mais 50 voos... no entanto, todos continuam por aí a gritar que estamos em crise.

Enquanto uns vão reflectir e repensar a vida para destinos tropicais, é sabido que o calor e uns refrescos ajudam a pensar melhor, ainda por cima a olhar para uma praia branca e um sol maravilhoso, outros, mais propriamente os nossos vizinhos espanhóis, visitam em grandes multidões o nosso País.

Quem não acreditar é fazer o favor de ir ali até ao Porto, passe na zona ribeirinha e no cais de Gaia e vê a coisa com os próprios olhos.

Raramente se vê um português, tirando claro os que lá estão para trabalhar.

Como sempre, para o português lá fora é que é bom, quem fica por cá é um desgraçado, sem gosto; basta ter um dinheiro e toca a andar para dar-se ares de ser gente fina...

Senti-me deslocado, estava ali pelas ruas de câmara fotográfica na mão (este Porto é mesmo bom para se fotografar !), a passear e onde andam os portugueses ?

Tenho de dizer, em abono da verdade, que umas ruas mais acima um centro comercial estava cheio; aqui sim, só portugueses, tanto sol lá fora e tudo aqui enfiado...

Quer dizer dá o Sr. José Sócrates tolerância de ponto ao pessoal e o que é que eles fazem ?

Vão para o estrangeiro passear ou enfiam-se num centro comercial.

Deixem-se disso, vão mas é para a rua mas cá dentro, não é preciso ir par o estrangeiro para se ver locais espectaculares, basta ir ali fora e ver todas as maravilhas que temos.

Visitem o Norte, visitem o Interior, o Alentejo, o Minho, tentem visitar o que puderem, porque mesmo que o façam constantemente, nunca conseguirão conhecer todo o Portugal ...

... existe sempre um recanto escondido para visitar.

Se consideram que ficar cá a visitar o país é "foleiro" e ir para fora é que é chique, nesse caso eu não me importo de ficar cá.

Entretanto uma Santa Páscoa, que seja mais do que um cabrito ao almoço no domingo, que seja mais que umas mini-férias, mais que um momento marcado no calendário da igreja, que seja um momento para reflectir e celebrar a vida.

23 comentarios:

Manuel Rocha disse...

É assim, Tiago, anda por aí uma variante do provincianismo burguesinho segundo a qual sem um certo número de carimbos na cadernetazinha das viagens não há status que se aguente! É-se pindérico, sei lá...:)

quintarantino disse...

... carimbo aqui, carimbo ali e olha-se para a carteira de alguns e são cinco, seis ou sete cartões de crédito ... conheço alguns que um mês usam um e depois no mês seguinte outro ... e entretanto pagam o primeiro com outro cartão ... confuso? deixem lá, eu se pudesse também ia para as Caraíbas ...

António de Almeida disse...

-Tiago, o Porto é igualzinho a Lisboa, também raramente vou ás Docas ou Parque das Nações. Só que centros comerciais nem vê-los, por acaso hoje até visitei um, não me demorei uma hora, deixei o carro na porta frontal á entrada do supermercado, entrei, comprei e saí. Directo ao assunto. Mas gosto muito de passear 3 ou 4 dias por diferentes zonas do país, normalmente evito estas alturas, porque detesto carneiragens, filas de trânsito, e tudo o que cheire a multidão. Algarve em Agosto nem vê-lo, em fins de semana prolongado tão pouco, ainda há bem pouco tempo, instalei-me numa herdade do Alentejo durante 3 dias, mas era um fim de semana normalissimo, calmo, tranquilo. No Porto, fui uma única vez ao cais de Gaia, achei aquilo uma imitação das docas, e não voltei, prefiro a zona ribeirinha do Porto, e os restaurantes da Foz ou Matosinhos, para além de alguns no centro da cidade. Pelos vistos também sou um dos que ficou em casa.

Kalinka disse...

_♥♥_♥♥
_♥♥___♥♥
_♥♥___♥♥_________♥♥♥♥
_♥♥___♥♥_______♥♥___♥♥♥♥
_♥♥__♥♥_______♥___♥♥___♥♥
__♥♥__♥______♥__♥♥__♥♥♥__♥♥
___♥♥__♥____♥__♥♥_____♥♥__♥_____
____♥♥_♥♥__♥♥_♥♥________♥♥
____♥♥___♥♥__♥♥
___♥___________♥
__♥_____________♥
_♥____♥_____♥____♥
_♥____/___@__\\___♥
_♥____\\__/♥\\__/___♥
___♥_____W_____♥
_____♥♥_____♥♥
_______♥♥♥♥♥

VOTOS DE PÁSCOA FELIZ.

OLÁ TIAGO

ANIVERSÁRIO do meu «kalinka».
Faz 3 anos.
A Festa continua, acabámos de cantar os Parabéns, mas...a mesa está posta, estou aqui para receber os convidados.

Convido-te para a Festa e aproveito para dizer:
OBRIGADO pela amizade, pelo carinho, pela ternura.
OBRIGADO!

Beijinhos de estima.

Kalinka disse...

Tiago, tens toda a razão...
Li-te com toda a atenção e é isso mesmo...
Claro que esta época para muitos tem outro significado; dá para tirar uma semana de férias, até a CP teve de reforçar a situação com mais algumas viagens Porto-Lisboa e vice-versa, no entanto, todos continuam por aí a gritar que estamos em crise.

Gosto muito de passear 3/4 dias por diferentes zonas do país, normalmente evito estas alturas, porque detesto filas de trânsito, e tudo o que cheire a multidão/confusão.

Pelos vistos também sou uma que ficou em casa.

Paulo Vilmar disse...

Tiago!
Aqui no Brasil temos um dito popular que afirma que "Santo de casa não faz milagre"... é mais ou menos acharmos sempre, que a grama do vizinho é mais verdinha...
Acotece aqui no Brasil, também,este fenômeno, nem é preciso dizer de nossas belezas naturais, mas, basta o sujeito conseguir um dinheirinho extra, que lá vai carimbar o passapote!
Belo texto!
Abraços.

antonio disse...

Visitem Lisboa. Por acaso, bem mais agradável com todo este transito a menos.

Embora o meu destino seja o Alentejo.

Boa Páscoa (olha irritei o Josh)

Marta Ribeiro disse...

Olá!
Venho dar a conhecer e convidar-te para conheceres e tornares como algo frequente a tua visita pelo meu blog “Silêncios da Alma”, um espaço onde partilho os textos que escrevo com sentimento…espero que gostes, serás sempre bem-vindo(a).

Tiago R. Cardoso disse...

Manuel Rocha,
Eu colecciono mais fotografias, de preferência tiradas por mim cá em Portugal, estou naquele ponto em que primeiro irei conhecer o meu país de pois irei ver o que poder.
Por isso lá se vai o meu Status.

Quintarantino,
pois eu não ia, se calhar foi do meu problema mas agora estou mais para sossego, cá num lugar perdido no nosso país, relaxar, fotografar, ler, vida boa oara mim é assim.

Tiago R. Cardoso disse...

António de Almeida,
sim senhor, três dias numa herdade no Alentejo, também estou nessa.

Aquilo do Algarve até que não é mau, fui lá de férias duas vezes, evidente que fora de época, mas agora o único interesse que me desperta é quando olho para os cartazes ALLGARVE, não sei desperta-me a curiosidade de saber quem foi o génio que idealizou e que foi o "inteligente" que aprovou.

Aquilo do cais de Gaia até não está mal, mas prefiro o lado oposto, como tu, a zona ribeirinha.

Kalinka,
3 anos, sim senhor muito bem, irei lá ao loca dar os parabéns e exigir a fatia de bolo.

Também a mim faz-me confusão a desvirtuação da época, mas indo na onda também detesto confusões.

Faz-me confusão alguém passar horas em filas de transito para chegar a um local, perda de tempo útil.

Tiago R. Cardoso disse...

Paulo Vilmar,
nós, Portugal, somos tão pequenos e não conhecemos o que temos, o país tão grande e belo como o Brasil e o pessoal vai para outros lugares ?

Se calhar se olhar pela janela hoje, só vê turistas portugueses, se perguntar a algum se conhece Portugal inteiro, provavelmente dirão que sim, mas o Portugal que eles conhecem é só pelo mapa.

Antonio,
pois visito sim senhor, como tu bem cá a cima e visita o Porto.

Também gosto do Alentejo, boa escolha.

Pena que muitos goste é de ir para outra paragens, claro que são agradáveis, mas algumas demasiado quentes para o meu gosto.

António de Almeida disse...

-E porque ainda não o fiz, desejo uma boa Páscoa a todos os autores e visitantes deste espaço.

Carol disse...

O pessoal arma-se em fino, mas há coisas bem giras para apreciar no nosso país.
O meu pouso secreto é na zona de Oliveira de Frades. Um sítio magnífico, onde podes apreciar o verde natural circundante e o azul da piscina... Ai, que saudades! Bem que me apetecia estar lá agora...

Quanto aos espanhois, isso já é hábito! A minha mãe que o diga que, nesta altura, tem uns quantos espanhois à espera do seu arroz de marisco! Divinal, diga-se de passagem.

O cabrito dispenso, mas uns ovinhos de chocolate são sempre bem vindos!

Vieira Calado disse...

Ainda bem que o meu amigo não aconselhou a visitar o Algarve!
Já são demais (e de que maneira...) os ingleses que cá temos!
Um abraço

J Francisco Saraiva de Sousa disse...

Boa Páscoa para todos, sobretudo para os que são a-religiosos!

Tiago R. Cardoso disse...

António de Almeida
Para ti também, uma Santa Pascoa.

Carol,
bom, queres ver que vamos nos chatear, então temos arroz de marisco e não se diz nada.

Ainda um dia destes passei ali na praia, cheio de fome e a mim ninguém me ofereceu um pouco.

Muito bem, apreciar um repouso na natureza, tenho de ver onde é.

Tiago R. Cardoso disse...

Vieira Calado,
estive lá duas vezes e serviu de lição, mania que o pessoal tem de em tanto país para visitar tem de ir todo para lá.

J Francisco Saraiva de Sousa,
nem mais.

Compadre Alentejano disse...

Desejos de uma santa Páscoa para todos
Um abraço
Compadre Alentejano

Peter disse...

Onde estão os turistas portugueses?
Aqui no Algarve não. Só encontro espanhois.
Comprei há 12 anos um apartamento aqui no Algarve e aqui me venho refugiar sempre que posso.
Aqui o tempo corre mais devagar e, por isso, tenho mais tempo para viver, uma vez que em Lisboa a maior parte do dia é gasto em filas e em viagens de autocarro.
Pois é, isso da crise é uma treta, a malta está é nas Caraíbas e no Nordeste brasileiro.
Dinheiro? Não há problema. Todos os dias me telefonam a oferecer dinheiro emprestado.

A falta de tempo e de disposição, têm-me levado a descurar as habituais visitas.
Aqui estou, com o maior prazer, a deixar os meus votos duma feliz Páscoa.

bluegift disse...

Pois é, e depois não há dinheiro para pagar os empréstimos e muito menos para investir, esse é o verdadeiro problema. O ditado "No poupar é que está o ganho" já entrou há muito em desuso aí por esses lados. Aqui são as férias a fazer na neve e foram bem escolhidas já que neva e bem.

Pata Negra disse...

Tiago,
mas é preciso não esquecer aqueles - muitos! - para quem essa coisa de passear não existe!
È preciso também não esquecer, esta ideia de que gozar uns feriados católicos é pecado! Não nascemos para trabalhar! Nascemos por acaso e é bom que se reconheça que temos o direito de passear!
Um abraço em passeio

NuNo_R disse...

Fiz uma "aparição" breve para Vos deixar votos de uma Boa Páscoa!!!

abr...prof...

Cati disse...

Oh Tiago, eu fiz-me a mesma pergunta... onde está a crise com tantos voos esgotados para o estrangeiro!?

No ano passado aproveitei a Páscoa para realizar o sonho de uma vida - ir a Londres! Durante um ano juntei o dinheirinho e fui... e amei, e voltaria quantas vezes pudesse!!!

Isso não quer dizer que não AME o meu país e as suas paisagens. Os espanhóis vêm para cá e nós sabemos que eles também têm coisas lindas na terra deles... rsrsrsrs Além disso é caro fazer turismo em Portugal. E falo do turismo de qualidade. Digo-o por experiência, porque adoro viajar em Portugal.

O que eu quero dizer com isto é: tens razão, os portugueses não sabem desfrutar o país que têm!!! E por vezes nem é preciso viajar... basta abrir a porta e passear pelas zonas limítrofes... respirar o ar da primavera, apreciar o Sol!!!

Beijo*