"Herr Topsius" Sócrates e as cimeiras... Lisboa para aqui, para ali...

A presidência portuguesa da União Europeia é um sucesso.
Um hiper sucesso. Ponto final parágrafo.

Depois de uma cimeira selada com um sonoro “foi porreiro, pá”, tivemos outra onde El Ghathafi mostrou uns trapinhos jeitosos para se apresentar em cerimónias oficiais (a cara é que não está a ajudar) e Mugabe, para mostrar "who's the boss", chegou com mais de meia hora atrasado ao repasto oficial.

E está já aí à porta a assinatura do Tratado.
Sócrates, esse anda refastelado. Ele é o homem das cimeiras.
Na sua boca, cimeira que se faça é um sucesso!
Embora não lhe conheça, por exemplo, que ideias concretas e propostas tem para o vespeiro que, desconfio, se prepara para entrar novamente em ebulição no Kosovo.

E vendo-o ontem, todo garboso a debitar sobre mais um sucesso “cimeiral”, logo me deu para ir à procura duma parte do diálogo entre o erudito Topsius e o mulherengo Raposo (“A Relíquia”, Eça de Queirós).

Dizia lá o douto Topsius que “o brilho que sai do capacete alemão, D. Raposo, é a luz que guia a humanidade”, ao que respondia o nosso lusitano: “Sebo para o capacete! A mim ninguém me guia! (…).

Façam o favor de ler, mas agora do seguinte modo: “o brilho que sai da cimeira é a luz que guia a Europa”.
O resto pode ficar.
O único problema é que nem Sócrates é germânico no rigor e na organização, nem muitos de nós se querem dar ao trabalho...

A malta, em boa verdade, está-se borrifando conforme se comprovou por umas breves entrevistas de rua.
O vendedor de castanhas, também conhecido por Batata, sabia que eram uns presidentes, mas nem de onde nem para quê.
Perguntado sobre Mugabe, por exemplo, disse que não fazia ideia de quem fosse.
Vá lá, sabia ao menos quem era Cavaco.

Já a dona do quiosque o que sabia é que todo aquele chinfrim rua abaixo, rua acima era por causa de uns maduros que andavam a passear!
Nem mais. No passeio.

Com ruas condicionadas e avenidas fechadas, viaturas policiais com as sirenes a desrespeitar certamente todo e qualquer descanso, quem padeceu foram os autóctones que, por estes dias, se viram quase como índios confinados à reserva.

Nos Jerónimos, a turistada dava com o nariz nuns papeluchos que diziam "dar meia volta" porque os claustros estavam fechados para a cimeira que se segue.
Os mais ladinos deviam rumar direitinhos ali aos pastelinhos de Belém que, polvilhados de canela, fazem as delícias dos pantagruélicos clientes.

Por falar em turistas, eu não sei se é má pontaria minha mas ainda não consegui ver uma única campanha de promoção do País como destino turístico em canais como a CNN, BBC World, Sky News, Euronews, Al Jazeera (que recomendo vivamente na sua versão inglesa), entre outros.
Já por lá tenho visto a Malásia, os estados árabes do Golfo, a Arménia, a Eslovénia, o Montenegro, Chipre, Bulgária e até o Azerbeijão.
Portugal, nunca.

Mas, aqui entre nós, se for para aparecer com uma inenarrável campanha de promoção como a que agora por aí anda sobre o Algarve, mais vale estar quieto!

19 comentarios:

Fragmentos Culturais disse...

Sempre um humor satirizante, à boa maneira das 'cantigas de maldizer! E olhe que elas tinham sempre como temática a sociedade da época, nos seus vícios e costumes 'indesejados', mesmo os dos 'meirinhos'!

Propaganda do nosso país lá fora?
Olhe... comece cá dentro:

http://www.eu2007.pt/UE/vPT/
http://www.eu2007.pt/UE/vPT/Bem_Vindo_Portugal/

[estou a aprender consigo, 'Quint'...]

Uma excelente semana!

7 Pecados Mortais disse...

Mais um bom tema. Realmente somos muito pequenos e cada vez mais apetrechados na arte de só saber receber(haja dinheiro ou não). Continuamos sem marca própria e entregues ao "All Garve" que todos conhecem. É triste estarmos situados num ponto da Europa cada vez mais parecido com uma ilha virada para o turismo, enquanto o povo está cada vez mais pobre e desinteressado (por cimeiras ou o quer que seja). O povo quer é ouvir falar de postos de trabalho, de aumentos de vencimentos e melhores condições de saúde e não de "Mugabe", um nome mais parecido com uma espécie de produto agrícola. Sócrates sorriu, ficou contente, pois foi a "menina bonita" desta organização que para mim não trouxe nada de novo. Haja Paciência....

R@Ser disse...

Olá quintarantino,

Passando para te ler,como sempre aprendo muito com teus textos.


Abraços

quintarantino disse...

Uma achega da nossa ilustre visitante Fragmentos Culturais fez-me deslocar até aos "links" que indicou.
São um instrumento válido de divulgação do país, sim senhor.

Aliás, hoje mesmo é anunciada uma campanha de divulgação turística do país. Alvos principais lá por fora serão a Índia, China e Brasil, parece-me.
Com cartazes gigantes.

Eu acho estas medidas muito excelentes, mas reitero que ainda não vi (mas admito que possa estar a ser injusto) nenhuma campanha promocional numas das cadeias televisivas que se pode ver de Anchorage a Timbuctu. Não sei quanto custa, mas se os outros as fazem é porque dali colhem dividendos. Ou não?

Se alguém tiver mais informação sobre a matéria, diga de sua justiça.

quintarantino disse...

Eu juro que não tenho nada a ver com isto e muito menos dons divinatórios, mas aqui fica uma notícia retirada da edição online do Diário Digital com LUSA:

Turismo: Ministro Economia apresenta nova imagem de Portugal

O Governo vai apresentar hoje a nova imagem para a promoção externa de Portugal, com uma abordagem diferente da existente, para tornar o país mais atractivo e competitivo num mercado global.


A nova imagem do país vai assentar numa nova abordagem e abarcará diferentes áreas que nela estarão reflectidas, sendo hoje dado a conhecer o conceito pelo ministro da Economia e da Inovação, Manuel Pinho, no Pavilhão de Portugal, Parque das Nações, em Lisboa.

A campanha arranca na quinta-feira (dia 13), data da assinatura do Tratado de Lisboa pelos Chefes de Estado e de Governo dos 27 Estados-membros da União Europeia.

Nick Knight é o responsável pelas imagens da campanha publicitária que terá como protagonistas personalidades portuguesas com visibilidade no estrangeiro.

Os rostos como os do treinador José Mourinho e da fadista Mariza dão a cara por esta campanha.

A sessão de lançamento da Nova Imagem de Portugal contará com diversos oradores que debaterão o trabalho de um dos mais conceituados fotógrafos mundiais, o inglês Nick Knight, e da Agência publicitária BBDO.

O projecto é conduzido pelo Turismo de Portugal e pela Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP).

Na sessão de apresentação, Fernando Seara (presidente da Câmara Municipal de Sintra), Fátima Lopes (estilista), António Mexia (presidente da EDP), Paulo Azevedo, Filipe de Botton e António Câmara (empresários), Mariza (fadista), Miguel Câncio (arquitecto), Nelson Évora (atleta), Maria do Carmo Fonseca (cientista) e Joana Vasconcelos (artista plástica) vão dar a sua opinião num breve debate sobre a Nova Imagem de Portugal.

A apresentação da nova imagem de Portugal será feita, em simultâneo, em Lisboa e no Porto.

Nesta cidade, o lançamento será feito na mesma data e à mesma hora, na Casa de Serralves, sendo presidida pelo secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade.

Será desta?

Tiago R Cardoso disse...

Quanto a cimeira, gostei sim senhor, foi bonito, muitas fotos, sorrisos, jantaradas, assim é que é, em grande.

Evidente que resoluções foram zero, hipocrisia muita, avanços nenhuns e ainda tiveram de ouvir umas do Mugabe.

E claro no final a conta, 10 milhões de euros.

Quanto ao turismo, de facto também li que hoje iria ser apresentada uma campanha internacional para promover Portugal, estou bastante entusiasmado, deverá ser uma coisa em grande, como dissestes tipo a do Algarve.

Só posso dizer "porreiro,pá !".

Shark disse...

Então uma Cimeira daquelas não se elogia?
Mas vocês andam tolos ou quê?
Tanto trabalho e não há-de o País rejubilar?

Bem, se calhar eu é que estou enganado, e comigo o Sócrates, pois ainda hoje de manhã ouvi o António José Teixeira a afirmar que estas questões de política externa pouco interessam às pessoas.

Ou será que o Teixeira e o Quintarantino estão feitos para andar a dizer mal do nosso Primeiro?

JOY disse...

A Montanha pariu um rato, apesar do tom triunfalista de Sócrates, pelo que se vai ver daqui por uns tempos tantos sorrisos só servem para disfarçar um fracasso nos principais objectivos da Cimeira, relativamente aos acordos económicos com a Àfrica ficou para segundas núpcias devido a desentendimentos e que segundo foi dito irão continuar durante 2008 ,Direitos humanos que foram uma das bandeiras desta cimeira tiveram direito somente ao discursso de Angela Merkel e por ai ficou,dai não compreender qual foi o grande sucesso desta cimeira .

JOY

Fa menor disse...

Olá!...
Quint... eu tb não sei que dizer... estes assuntos ultimamente têm-me passado ao lado... n estou para me chatear...

deixei-te uma resposta no meu lado

Boa semana

António de Almeida disse...

-Com o aproximar do Natal, e conversações a decorrer ainda sobre o Kosovo, haverá hipótese de Sócrates sair premiado, rebentando a bomba nas mãos do próximo, o estudo do LNEC anunciado para esta semana, nas vésperas do tratado, como Marcelo na omília dominical referiu, não terá sido adiado apenas por razões de conclusão, consegue o tratado, vamos exigir-lhe de imediato o referendo, mas não por acaso, segue-se o Natal, já que a data de assinatura do tratado é tudo, menos inocente. Passa pelas cimeiras sem grandes resutados, também não se esperavam. Não há dúvida que Sócrates poderá passar um Natal tranquilo, até mesmo um reveillon descontraído, mas para o primeiro semestre do próximo ano, espera-o, um inferno! Está tudo a postos para o atacar em todas as frentes, afinal, ele é que pediu umas tréguas, adiando os problemas, mas não resolveu nenhum!

Blondewithaphd disse...

And we all know what D. Raposo, Raposão, did to poor Titi, don't we? He deceived her alright. We're also a bit like Titi, we are deceived constantly. Until someone cleary explains my blond neuron where is the success or the final outcome of the summit I'm not commenting something I believe doesn't deserve to be commented simply because there's nothing worthy of appreciation.
As for tourism... I really have no ideas. From the moment I was informed that Lisbon was the capital of the Algarve I rest my case.

carlos alberto martins disse...

No meio de tanta cimeira, será que alguém se lembra que existe um país a precisar de ser governado?
É que ás tantas esqueceram-se todos.

C Valente disse...

pois amigos , os Senhorrs de Africa continuam a viver á grande , o povo esse morre de fome, depoisa Europa arrependida, lá vai dar mais uns milhoes para os bolsos destes mesmos dsenhors e ao povo nada,
Uns considerados assassinos e outros malfeitores hoje estiveram em Portugal como herois: e o pnvo lá coo á a passar mal
Mas não faz mal é só festa, esta semana o Pavão continua mais um entrave no transico, para o famoso
e obscuro tratado de Lisboa

C Valente disse...

Boa tarde e as habituais
sauda�es amigas (anteriormente esquecidas ( problema de tecla antecipada)

Compadre Alentejano disse...

O sr. Sócrates preocupa-se tanto com África que apetece-me fazer uma pergunta: Já ele alguma zes se preocupou com o povo português?
Quem souber que responda, pela minha parte respondo: NÃO!
Quantos aos resultados da cimeira, apenas digo que a montanha pariu um rato...
Um abraço
Compadre Alentejano

Guilherme Santos disse...

Muito bem, mais um grande texto.
Tenho a certeza qua vamos ter de aturar o Sr. Sócrates inchado durante muito tempo.
Promover o país sim agora não pode valer "all" com se fez com o "garve".

Carol disse...

Isto o que está a dar é fazer cimeiras! Se o povo não tem trabalho ou se vê aflito para sobreviver, que se lixe. Bora lá cimeirar. Isso é que é porreiro, pá!

Campanhas de promoção no estrangeiro? Nem em Portugal, quanto mais!
Lembram-se do «Vá para fora cá dentro»? Pois, eu registei-me no site e solicitei o envio da newsletter e sabem quantas recebi, até hoje? Nenhuma, népias, nada, zero! «E eu é que sou burro?! Eu é que sou ruim?!»...

Daniel J Santos disse...

Foi um evento bonito, resultados ?
Nada, zero.
Tudo ficou igual.

O único resultado, o ego primeiro ministros ficou insuflado, esperemos que não rebente.

Vamos ver que tipo de campanha publicitaria é que vai ser lançada, mas eu desconfio...

Joshua disse...

As Cimeiras em Portugal, graças ao Pinto de Sousa, são um sucesso de retórica, de fotografia e dos grandes zeugmas da política internacional oxímora.

Agora tu, Tarantino, sinceramente, pensavas passar, mas não passaste despercebido, de óculos escuros, como de costume, desta vez como um dos Guarda-Costas do El Ghathafi, não te armes em inocente: tu estás em todo o lado. E aí, em Paris, que tal é a tenda do ditador?! Francamente!

Esses part-time, que te são pagos pagos a peso de ouro, tiram consistência a estas tuas tiradas para consumo interno. Não penses que me enganas. És um agente duplo. Vou estar de olho em ti, meu amigo!

Sinceramente! Aproveitador!