A soma(gue) que o PSD fez...

Numa altura em que a “blogofesra” anda particularmente assanhada contra o Governo, convém, de vez em quando, dar-se uma vista de olhos ao que se passa lá para os lados do PSD.
Quanto mais não seja porque essa é, por idiossincrasias inerentes ao nosso espectro político-partidário, a única alternativa real de poder.
Ora bem, depois de nos ter brindado com um sucedâneo de Guterres numa prova evidente que em muitas coisas da vida mais vale estar calado, o PSD vê-se agora enredado em mais uma historieta que, aposto, não vai dar em nada.
Podia, contudo, servir para algumas das almas caridosas que por lá andam deixarem um pouco de lado a arrogância que lhes é típica e se calarem com as tradicionais “glorietas” à honestidade moral e intelectual de todo e qualquer tratante que se diga de Direita.
A historieta resume-se a isto: o Tribunal Constitucional deu como provado (de forma cabal) que a “Somague, SA” pagou 233.415 euros de serviços prestados ao PSD e à JSD.
Em 2002 ou 2001, como afirma o PSD de Marques Mendes atirando para cima de Durão Barroso um hipotético ónus. Ou será de Santana Lopes, já que se fala que o “pilim” serviu para pagar despesas de campanhas autárquicas?
Curioso, não é?
Especialmente num partido que se vangloria de ser um exemplo de verticalidade.

3 comentarios:

SIMPLESMENTE C disse...

Quer do partido, quer do governo, tanto aqui, como no Brasil são todos uma máfia de sanguessugas.


abraçinhosss

Tiago R Cardoso disse...

Quintino,
pequeno pormenor, a Somague não pagou ao PSD mas sim pagou umas facturas que eram de uma outra empresa para o PSD.
Olha que é tudo gente honesta, se calhar era algum sub-empreiteiro que fez uns rebocos lá na sede ...

SILÊNCIO CULPADO disse...

É muito confrangedor verificar que todos criticam mas todos fazem o que criticam desde que estejam no poder ou inseridos em sectores estratégicos que tal permitam.É por essas e por outras que os portugueses são cada vez mais abstencionistas.
Gostei das tuas postagens e dos problemas aqui levantados. Voltarei mais vezes.