A gente lê e não entende.

O insuspeito “Jornal de Notícias” titula hoje que Noddy Mendes garante, ou começa a garantir, o apoio da ala cavaquista do PSD.
O insuspeito “Público” titula hoje que Rui Rio é o preferido da ala cavaquista que, desta forma, iria deixar cair Noddy Mendes.
Como os dois jornais são insuspeitos, fico sem perceber.
De qualquer modo, se as alternativas que no PSD se conseguem gerar passam por nomes como os de Menezes, Aguiar Branco e Rio, então parece-me que continuamos a ter mais do mesmo.
No caso de Rui Rio, com a agravante que a sua convicção de ser um Messias lhe tolda as mais das vezes o pensamento e a acção.

1 comentarios:

Anónimo disse...

O Rio é uma enormidade (no mau sentido).
O Menezes diz que não, mas já há muito que se decidiu a avançar.
E anda há muito a contar apoios.
E tem um dos seus homens de confiança (Pedro Fonseca) a correr e bater terreno. Os encontros com um ex-jornalista do "Público" têm sido frequentes lá para os lados de Famalicão.