Estes gajos do PSD Madeira são um tratado!

Não há volta a dar. A alguns está-lhes na massa do sangue.
A Norte, um professor que já foi deputado independente (?) eleito pelo PSD, ter-se-á saído com esta: “Somos governados por uma cambada de vigaristas e o chefe deles é um filho da puta”.
Como a fidelidade de alguns laranjas (felizmente não são todos) se aproxima da ortodoxia comunista ou da cegueira de alguns socialistas, parto do princípio que o tal professor, de seu cognome Charrua, não se estava a referir ao Rui Rio. A história teve, para já, o desfecho que se conhece.
Mais a Sul, lá para a Madeira, Jaime Ramos (líder parlamentar do PSD) apodou o deputado comunista Edgar Silva de “desgraçado”, “chulo da sociedade”, “vadio” e “desempregado”.
Ainda insatisfeito terá prosseguido: «Você perdeu a honra quando roubou as Igrejas».
Se isto é o líder par(a)lamentar, como serão os subalternos?
O que eu queria saber, mas assim mesmo, é que o pensam as cúpulas do PSD, Zita Seabra incluída, sobre estas tristes figuras?
Especialmente dos Bokassas que pululam na Madeira.

1 comentarios:

Tiago R Cardoso disse...

O PSD está em eleições e 20% do eleitorado pertence ao Sr. Jardim, alem disso o Sr. Marques Mendes vai a Madeira prestar vassalagem ao seu rei.