Automobilistas mais protegidos nas auto-estradas

Atenção à Lei 24/2007. Saiu hoje no Diário da República.
Com este diploma, grosso modo, quem tem de provar agora que cumpriu com todas as normas de segurança nas auto-estradas são as concessionárias.
Isto quando existir um acidente provocado por objectos arremessados para a via ou existentes nas faixas de rodagem, atravessamento de animais e líquidos na via, quando não resultantes de condições climatéricas normais.
A confirmação das causas do acidente tem de ser verificada no local por uma autoridade policial.
Apesar deste avanço, ainda não foi desta que chegamos ao ponto de não pagar portagem quando tendo entrado numa auto-estrada passamos a circular numa “estradazeca” em obras.

1 comentarios:

Bruno Pinto disse...

Amigo Quintino, ora aí está uma boa medida, na sempre inacabada luta pela segurança rodoviária, concretamente nas auto-estradas deste país. Tudo o que seja decidido no sentido de diminuir ao mínimo possível a sinistralidade nas estradas, é bem-vindo.
O último ponto é que me parece bastante pertinente. Se eu fôr ao supermercado e comprar algo que venha estragado, volto lá, peço para devolver e sou reembolsado... Andar em auto-estradas permanentemente em obras, demorando mais tempo para chegar ao destino não pode ser um serviço pago na mesma medida de quando tenho a dita cuja em plenas condições. Mas o Estado tem de encher os bolsos de alguma maneira! Já não bastava termos que pagar as obras...