230 deputados = 230 assessores?

Os deputados à Assembleia da República (AR) vão passar a ter um assistente individual.
Sim, sim. Um assessor para cada deputado. Nem mais.
O socialista e jovem, eternamente jovem, António José Seguro até afirma a este propósito: "Um bom exercício da função de deputado justifica o apoio. Nem toda a despesa é má despesa, a eficiência não se obtém a custo zero".
Não disse como, mas lá para 2009 já vamos começar a descobrir.
Perspectivam-se, por isso, 230 assessores.
Ora, eu que modestamente sou técnico superior jurista numa Câmara Municipal, aguardo desde 2002 uma mísera promoção à categoria imediatamente acima, que até tive autorização para abertura de concurso interno (que misteriosamente não se realiza), que não chego a ganhar 10,00€ à hora, penso nisto e digo cá com os meus botões:
“Eu vou-me para Lisboa…”!

0 comentarios: