Big "Governo"... is watching you!

George Orwell tinha avisado: “Big Brother is watching you!”.
Quando apareceu o “Big Brother” - onde quem observava erámos nós - houve por aí quem delirasse com a patada que um tal Marco deu numa colega.
Isto quando já há muito tempo que uso de cartões de crédito, multibanco, o acesso às redes móveis de telecomunicações, a navegação pela web, o levantamento de dinheiro, as passagens na Via Verde… podia ser recolhido, tratado. Ninguém se preocupou.
Mas agora pode estar aí a chegar a cereja em cima do bolo.
De acordo com o jornal “Público”, vai ser criada uma gigantesca base de dados na função pública.
Candidamente garantem-nos que apenas se quer vigiar o cumprimento das obrigações fiscais dos funcionários públicos e a correcta atribuição de benefícios a que estes têm direito, sejam fiscais ou sociais.
Nacionalidade, residência e estado civil, os benefícios sociais a que têm direito, os rendimentos declarados, o património que possuem ou a situação escolar dos seus filhos: eis algumas das coisas que querem saber da vida das pessoas.
Se for só para o que dizem, já é de torcer o nariz.
O pior é se é para mais alguma coisa.
Também não percebo porque se acentua tanto a questão de controlar obrigações fiscais e benefícios sociais.
Como diria o outro, “cadê os outros..."?
Os das imobiliárias, os testas de ferro, os que criam empresas fictícias para carrosséis de IVA…

0 comentarios: