Mais um imposto? Na Saúde?

Ele há por aí uma dita Comissão Técnica que ninguém conhece muito bem, mas que começa a parecer-se muito com um navio pirata ao serviço de um Estado corsário.
A última é que, depois de mais um apurado, estudo, terão recomendado que o Estado pense na “imposição de contribuições compulsórias, temporárias, determinadas pelo nível de rendimento, utilizando o sistema fiscal e direccionando as verbas para o SNS”.
Dito doutra maneira, querem que se crie mais um imposto. Para adoçar dizem que será temporário, mas eu só sei que quando o Estado nos decide ir à carteira o provisório se transforma em definitivo.
Parece que o dito estudo recomenda uma actualização do valor das taxas moderadoras e a redução dos benefícios fiscais com as despesas em saúde declaradas no IRS, aproximando a realidade portuguesa da generalidade dos países da OCDE.
Com o devido respeito, estes gajos vivem onde? E andam a gozar com quem?
Quer dizer, no que toca a deveres há que colocar tudo ao nível da União Europeia, da OCDE, do raio que os parta… mas quando toca a direitos, não é possível, vejam o Uganda que está pior… E apanhar no …., não?

0 comentarios: